- Publicidade -
- Publicidade -
10.4 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú vacinou 13 mil pessoas contra Influenza na primeira etapa

Percentual baixo leva saúde municipal a fazer busca ativa nos bairros

A segunda fase da 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1) está em andamento desde o início de maio (termina no próximo dia 3), com expectativa de alcançar índices melhores do que a primeira etapa, quando foram imunizadas 13 mil pessoas.

Deste total, 10.731 idosos e 2.206 profissionais da saúde. 

- Publicidade -

A Influenza combate as cepas H1N1, H3N2 e tipo B.

“O percentual é abaixo do esperado, estamos fazendo busca ativa nos bairros, para melhorar estes números, especialmente para os idosos”, disse a secretária da saúde, Leila Crócomo.

Ela reforçou que mesmo tendo acabado a primeira etapa, idosos e profissionais da saúde ainda podem se vacinar, é só comparecer em algum posto de saúde.

Os grupos prioritários da segunda etapa são: Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); Gestantes e puérperas; Povos indígenas; Professores; Comorbidades; Pessoas com deficiência permanente; Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas; Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; Trabalhadores portuários; Funcionários do sistema prisional; Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; População privada de liberdade.

- Publicidade -

A vacina é aplicada nos postos de Saúde do município, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h. 

Sarampo

A 8ª Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que foi lançada junto com a vacina contra gripe, imunizou 826 profissionais da saúde de Balneário Camboriú. 

Na segunda etapa, que segue até 3 de junho, estão aptos crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias). 

- Publicidade -

A vacina do sarampo protege também contra a caxumba e a rubéola, e está disponível nas Salas de Vacinas das UBSs.

“Em relação ao sarampo, só recebe a vacina quem não é vacinado ou não tem comprovante. Então, mesmo não sendo bons os números, considera-se que a maioria dos profissionais e crianças já estão com o esquema de vacinação em dia”, disse a secretária da saúde. 

Ela lembra que as crianças precisam aguardar o intervalo de 15 dias entre as doses contra gripe ou sarampo. 

Para maiores de 12 anos, não há necessidade de intervalo, podendo aplicar as vacinas simultaneamente.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: