- Publicidade -
- Publicidade -
17.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Centro de Referência para combater a dengue inicia atendimento para moradores de Balneário Camboriú

Secretário de Saúde alerta: nunca tivemos números tão altos e a população precisa ajudar no combate

O Centro de Referência Municipal de Atendimento à Dengue abriu nesta segunda-feira (24), para moradores de Balneário Camboriú, maiores de 13 anos, com sintomas leves e moderados da doença. 

O novo espaço é um anexo ao Ambulatório Municipal, localizado na Avenida Palestina, nº 150, no Bairro das Nações e atenderá de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h. 

O secretário de Saúde, Omar Tomalih disse que esta é mais uma iniciativa da prefeitura para reduzir os números em Balneário Camboriú que, segundo ele, nunca estiveram tão altos proporcionalmente: até sexta-feira (21) Balneário Camboriú tinha registro de 880 casos da doença.

“O objetivo é tratar e orientar os moradores de Balneário Camboriú sintomáticos, aliviando as filas para atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde e de Pronto Atendimento”, disse Tomalih. 

- Publicidade -

Ele destacou que o Centro de Referência da Dengue atenderá apenas pacientes cadastrados no sistema de saúde municipal. Moradores das cidades vizinhas devem se dirigir às portas de urgência e emergência.

O prefeito Fabrício Oliveira disse que a iniciativa faz parte do esforço para combater a doença, já que Santa Catarina está enfrentando um surto de dengue. Balneário Camboriú está entre os municípios considerados infestados pela DIVE/SC.

“O local terá médicos e profissionais de saúde para atendimento de pessoas sintomáticas para dengue que receberão orientação, testagem e se for o caso medicação”, afirmou o prefeito Fabrício Oliveira.

Secretarias & Parcerias

O secretário Tomalih disse que o esforço no combate à doença foi discutido na reunião de secretariado, nesta segunda-feira (24) e o governo determinou que todas as secretarias municipais atuem para ajudar a reduzir estes números.

“A determinação é para que todas as secretarias auxiliem a combater a doença. Além disso, estamos firmando parceria com Sinduscon e outras entidades para ajudar nas suas áreas de trabalho”, afirmou Tomalih. 

Aumento de fiscais

“Também aumentamos nossas equipes de atuação. Desde semana passada, um grupo de 15 fiscais de postura estão atuando junto aos agentes da saúde. Destes 15, nove atuarão na inspeção em obras na região central e seis estarão trabalhando na Ouvidoria, que recebe denúncias.

Esta semana são esperados 14 novos servidores efetivos que atuarão nas ruas, visitando casas para orientar sobre o combate e a prevenção.

Testes rápidos

O secretário de Saúde informou que foram comprados 10 mil testes rápidos para dengue, mas esclareceu que eles serão aplicados somente para doentes nas categorias C e D, as mais avançadas.

“O teste fazemos quando têm sintomas e enviamos ao Laboratório Central que precisa de cinco a sete dias para dar o resultado. Para adiantar a demanda que está grande, compramos os testes rápidos”, explicou.

Mutirões & Fumacê

A Secretaria também vem realizando mutirões nos bairros mais infestados e aplicando fumacê, inclusive nas escolas públicas.

Educação nas escolas

Divulgação/PMBC

Uma parceria com a Secretaria de Educação também está funcionando há algumas semanas, com atividades, orientações sobre prevenção e a visita do ‘mosquito’ às escolas, com a proposta de tornar os alunos em agentes em suas casas e familiares.

- Publicidade -

Ajuda principal é a população

“A população precisa levar a sério e se conscientizar que a doença pode matar”, disse Tomalih, pedindo que todos ajudem, começando com cuidados em sua própria casa, basicamente eliminando todos os focos com água dentro da residência e fora dela, nos jardins, calçadas e pátios.

Sintomas

Os sintomas mais frequentes da dengue são febre alta, dor no corpo e nas articulações, dor atrás dos olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça ou manchas vermelhas no corpo.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -