- Publicidade -
- Publicidade -
24.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Com 166 casos de dengue, Balneário Camboriú fará fumacê nos bairros Pioneiros e Nações na quinta-feira

Balneário Camboriú possui, segundo dados da Secretaria de Saúde, 166 casos positivos de dengue e mais de 400 aguardando resultado. Diante do aumento exponencial, o Setor de Vigilância Ambiental da Secretaria fará, na madrugada desta quinta-feira (7), mais um fumacê (aplicação de inseticida contra o mosquito Aedes aegypti) nos bairros Pioneiros e Nações. Em caso de chuva, o fumacê será adiado.

O supervisor da dengue em Balneário Camboriú, David Iesus Cruz, explica que no início do ano foi realizado um levantamento de índice rápido para o Aedes aegypti no município, e foi visto que o Centro era o bairro que mais possuía focos positivos. 

“Os depósitos que mais apareceram focos foram em depósitos móveis, ou seja, coisas que conseguimos eliminar facilmente (prato, vaso, balde e etc) isso reflete ao fato de que a população anda um tanto negligente quanto aos cuidados”, diz.

O aumento de casos de dengue mostra que realmente a população deve evitar tudo o que possa acumular água sem necessidade, pois a dengue é uma doença perigosa e pode ser fatal. 

“Os moradores também devem aceitar a vistoria dos nossos agentes e acatar suas orientações para maior efetividade do controle. Os problemas mais corriqueiros que encontramos e orientamos são: manter vedadas as caixas d’água devidamente tampadas, ralos devem ser tratados com água sanitária umas duas na semana, manter o imóvel sem o acúmulo de resíduos que possam acumular água, manter pneus e qualquer material que possa acumular água em área coberta, piscina deve ser devidamente limpa, tratada, com o fundo aspirado ou cobertura adequada. Calhas devem receber manutenção pelo menos duas vezes ao ano, tomando os devidos cuidados com caimentos e possíveis sujeiras que possam causar a obstrução dos drenos”, acrescenta o supervisor.

- Publicidade -

Sobre o fumacê que será realizado na madrugada desta quinta-feira (7), David explica que a ação acontece em conjunto com o Governo do Estado e é o que chamam de UBV PESADO, que é um tipo de aplicação mais agressiva, ou seja, com uma vazão maior e o raio de aplicação maior. 

“Começará no Bairro Pioneiros, na Rua Miguel Matte com a Avenida do Estado e irá até a Rua Arthur Max Doose (trecho até a Avenida Brasil). Após isso, iniciaremos o Bairro das Nações que irá da Rua Venezuela até a Rua Panamá. Semana que vem finalizaremos da Rua Panamá até a Rua Israel”, comenta.

A Vigilância Ambiental aconselha que os moradores desses trechos deixem as janelas abertas para o inseticida entrar nas residências. No entanto, animais de estimação e alimentos devem ser mantidos distantes das aberturas. Outra orientação é não ficar na direção em que o canhão sobre a caminhonete pulveriza o veneno. Quem estiver na rua, deve trocar de direção ao visualizar o veículo, evitando o contato direto com o produto.

Terceiro fumacê

A ação ocorre pela terceira vez em Balneário Camboriú em 2024 e é feita em áreas com casos positivos de dengue. O objetivo é bloquear a transmissão da doença. 

Nesse tipo de aplicação, é utilizado um equipamento com maior vazão que as bombas costais motorizadas, e o raio por onde o inseticida se espalha aumenta. 

O inseticida aplicado no fumacê age somente contra o mosquito adulto, sem eficácia para as larvas. 

Portanto, a Secretaria da Saúde enfatiza que a população deve eliminar criadouros do Aedes aegypti (que acumulam água) e aceitar a vistoria de agentes de endemias. Além da dengue, o Aedes aegypti é transmissor do vírus da zika e da chikungunya.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -