- Publicidade -
- Publicidade -
22.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Desde o início da pandemia UniAvan fez mais de 500 atendimentos de fisioterapia pós-Covid-19

O laboratório de fisioterapia do Centro Universitário Avantis (UniAvan) já realizou 560 atendimentos a pacientes que tiveram Covid-19, desde o início deste serviço pioneiro e gratuito, em maio do ano passado. A maioria dos pacientes apresenta quadro de dificuldade respiratória e motora.

(Divulgação)

A fisioterapeuta e professora, Sabrina Weiss Sties explicou que a maioria dos pacientes tem dificuldade para andar, caminhar, respirar ou fazer atividades cotidianas.

“A maioria necessita de pelo menos três meses de tratamento após o registro da doença para se recuperar, mas muitos já apresentam melhoras após a primeira sessão”, comenta.

- Publicidade -

Ela explica que o vírus provoca inflamações, principalmente no pulmão, o que gera fibrose no tecido pulmonar e acarreta a diminuição da capacidade respiratória do paciente. Em casos mais graves, se o paciente passou por uma UTI e precisou ser entubado, o corpo sofre com a agressão do tratamento. E a recuperação é lenta, repleta de cuidados.

Atendimento gratuito 

A fisioterapeuta hospitalar Ana Carolina Zanchet acentua que como esses pacientes recebem medicação para a musculatura não trabalhar, eles ficam muito fracos, perdem força muscular, inclusive, de diafragma que é o músculo da respiração. 

“Por isso este trabalho é tão importante. Ainda na UTI, o paciente é acompanhado por um fisioterapeuta. E depois da alta, o processo de reabilitação precisa ser mantido”, pondera.

O atendimento é gratuito, realizado por professores e alunos do curso de fisioterapia e feito de maneira presencial na clínica de fisioterapia da instituição, em Balneário Camboriú. 

Estão sendo atendidos pacientes de qualquer faixa etária. É realizada uma triagem inicial antes do atendimento. A fisioterapia irá acelerar o processo de recuperação, com atividades de respiração e de fortalecimento da musculatura periférica, além de exercícios para melhorar a capacidade motora.

Para receber o tratamento gratuito, o paciente precisa apresentar laudo médico confirmando que teve a doença. O atendimento só será feito a partir de 20 dias da expedição do laudo, período em que não há mais contaminação pelo coronavírus.  

Profissionais da saúde também

Os trabalhadores da saúde que atuam no enfrentamento do coronavírus também recebem um atendimento especial na Uniavan. São sessões com práticas relaxantes visando restabelecer as tensões acumuladas durante as jornadas de trabalho na pandemia. 

- Publicidade -

Os acadêmicos do 10º período do curso, com supervisão de professores da área, estão realizando quick massage, auriculoterapia, reflexologia, alongamentos, meditação, reike, massoterapia, acupuntura e aromaterapia, além de técnicas de relaxamento para controlar a respiração e a musculatura dos profissionais.

Os atendimentos estão sendo realizados nas segundas e quartas-feiras, em dois horários: das 19h30min às 20h15min e das 20h30min às 21h15min. 

Pelo menos 150 atendimentos já foram realizados em profissionais da saúde desde que o projeto começou a funcionar. 

Os interessados devem entrar em contato pelo WhatsApp: (47) 99970-0413 ou pelo e-mail [email protected]

Fonte: Oficina das Palavras

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -