- Publicidade -
- Publicidade -
25.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Dia Mundial das Hepatites lembra a importância do diagnóstico precoce através do teste rápido acessível a todos

O Dia Mundial das Hepatites Virais, 28 de julho, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) há 11 anos é lembrado no Brasil durante o Julho Amarelo, instituído em 2019, para chamar atenção sobre a importância da prevenção e principalmente do diagnóstico precoce.

Em Balneário Camboriú, a Secretaria Municipal da Saúde, através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que atende junto ao Centro Integrado Solidariedade e Saúde (CISS) realizou um mutirão no sábado (24) e aplicou mais de 80 testes rápidos, todos negativos. No dia 28, quarta-feira, a data será lembrada através do Cristo Luz e da roda gigante  que estarão iluminados com a cor amarela.

Testes rápidos

- Publicidade -

Balneário Camboriú tem hoje cerca de 1400 prontuários abertos no CTA, além dos coinfectados com HIV que também é um número alto de pacientes. 

O CTA realiza mensalmente em torno de 400 a 500 testes rápidos. É uma picada na ponta do dedo e uma espera de 15 minutos para o resultado. Caso resulte positivo, a pessoa é encaminhada para exames de laboratório para confirmação do teste. O enfermeiro solicita e encaminha.

A enfermeira Eunice Souza Schmidt, do Serviço de Hepatites Virais da Secretaria da Saúde disse que quem não pôde testar no mutirão, pode procurar o CTA de segunda a sexta e também as unidades básicas para fazer o teste.

As unidades básicas de saúde aplicam o teste para hepatites virais e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST´s), também fazem a vacina preventiva para as hepatites A e B. 

A hepatite B também imuniza contra a hepatite D. Somente a hepatite C não possui imunizante. 

Os PAs também fazem o teste em casos de exposição, como acidentes de trabalho com perfuro cortantes, violências sexuais e outros.

“A Organização Mundial da Saúde quer eliminar as hepatites virais até 2030, como problema de saúde pública. Por isso é tão importante fazer o diagnóstico precoce, através deste testes rápido e simples”, disse Eunice.

- Publicidade -

Ela lembra que as hepatites B e C têm tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas se não forem identificadas no início, podem evoluir para cirrose hepática ou câncer de fígado.

Atendimento normalizado

Muitas pessoas que iniciaram investigação para tratamento no CTA, se afastaram por causa da pandemia. A enfermeira Eunice disse que o CTA está fazendo busca ativa destas pessoas.

“É muito importante o retorno destas pessoas para continuar a investigação ou o tratamento interrompido. Elas devem procurar o CISS, porque o atendimento está normalizado, seguindo todos os protocolos”, afirmou, acrescentando que esta situação acontece no país todo e com a normalização dos serviços, a expectativa é que as pessoas retornem o quanto antes, para não comprometer seus tratamentos.

Mutirão no PAI

No mutirão de especialidades médicas realizado pelo Posto de Atenção Infantil (PAI) no sábado (24), fez parte a prevenção de patologias virais, como as hepatites.

Foram 46 atendimentos. Na especialidade de audiometria foram atendidos 19 pacientes em 55 procedimentos, com apoio da Associação Amor pra Down. Outros 27 atendimentos foram feitos nas especialidades de psiquiatria, psicologia e fonoaudiologia.

Durante o mutirão, também foram atualizadas agendas e encaminhamentos para reduzir filas de espera.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -