- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú

Mutirão para testagem de hepatites virais será neste sábado em Balneário Camboriú

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -


O Centro Integrado Solidariedade e Saúde (CISS) e o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), da Secretaria Municipal da Saúde realizam um mutirão de testagem para hepatites virais, neste sábado (24), em dois locais: no Posto Central da Rua 1500 e no Núcleo de Atenção ao Idoso (NAI), na Rua Angelina, no Bairro dos Municípios, das 8h às 17h.

O objetivo do mutirão, que faz parte das ações do Julho Amarelo (mês de combate às hepatites virais) é promover o diagnóstico precoce através da realização de teste rápido. A meta da Organização Mundial da Saúde é a eliminação das Hepatites Virais até 2030, como problema de saúde pública no mundo.

“Nosso público alvo são todas as pessoas acima de 40 anos, as que utilizam ou utilizaram drogas ilícitas injetáveis ou aspiradas, que realizaram tatuagem ou piercing em ambientes não regulamentados, realizam ou realizaram hemodiálise, realizaram transfusão de sangue antes de 1993, já estiveram encarceradas, são contatos íntimos ou parceiros sexuais de pessoas com Hepatite, fazem sexo sem proteção, e os transplantados”, orientou Eunice..

- Publicidade -

O teste é simples e rápido. A enfermeira do Serviço de Hepatites Virais da Secretaria da Saúde, Eunice Souza Schmidt explicou que é coletada uma gota de sangue em ponta de dedo e o resultado é conhecido em apenas 15 minutos. Se o resultado for positivo, a pessoa é encaminhada para exames de laboratório para confirmação do teste.

“O enfermeiro solicita e encaminha. Os testes, os exames laboratoriais, o acompanhamento e o tratamento são fornecidos pelo SUS para todos os portadores de vírus de Hepatite B e C”, acrescentou.

Segundo Eunice, atualmente tem cerca de 1400 prontuários abertos no serviço (pessoas em tratamento) além dos coinfectados com HIV, que também é um número alto de pacientes.

- Publicidade -

“O teste é oferecido nas unidades básicas de saúde e também no CTA, Centro de Testagem e Aconselhamento, por demanda livre, de segunda a sexta-feira”, disse a enfermeira.

As hepatites virais A, B, C e D são doenças infecciosas. Nem sempre apresentam sintomas, mas podem trazer complicações severas e crônicas ao fígado.

Sintomas que podem indicar a presença do vírus são pele e olhos amarelados, dor abdominal, enjoos, vômitos, tontura, febre, cansaço, urina escura, fezes claras e febre.

A principal via de transmissão das hepatites virais é por contato sexual, com o sangue, compartilhamento de objetos contaminados ou na gestação/parto.

A prevenção é higienizar as mãos com água e sabão com frequência, utilizar água tratada, evitar contato com sangue alheio, usar preservativo em relações sexuais, exigir materiais esterilizados ou descartáveis e não compartilhar itens de uso pessoal.

As hepatites A, B e D podem ser prevenidas por meio de vacinação, com doses disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde do município. A hepatite C não possui vacina. A imunização contra a hepatite B, transmitida na hora do parto, deve ser feita durante a gestação, para proteger o bebê.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -