- Publicidade -
- Publicidade -
22.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

PA da Barra e UPA Nações preparados para o verão: expectativa é de forte aumento nos atendimentos

As expectativas de que Balneário Camboriú tenha uma ‘super temporada’ exigem preparação também na área da Saúde. Com números expressivos de 149 mil atendimentos até fim de novembro, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro das Nações e o Pronto Atendimento (PA) do Bairro da Barra, se preparam para um número ainda maior de pacientes no verão, aumentando leitos e fazendo mais contratações de profissionais.

(Divulgação/PMBC)

Janeiro deve registrar 16 mil atendimentos: nos feriados de novembro, houve 600 atendimentos em 24h

A diretora do Instituto Maria Schmitt (IMAS), Aline Leal, que administra a UPA do Bairro das Nações e o PA da Barra, conta que na UPA das Nações foram 90,6 mil atendimentos até fins de novembro, e no PA da Barra 58,6 mil atendimentos. 

“Houve uma alta demanda em novembro, estimamos que de 15 a 20% a mais do que em 2021 (nesta época do ano), sendo 8,2 mil atendimentos mensais na UPA e 5,3 mil no PA. Com a chegada do verão, a procura deve aumentar ainda mais. Deu um salto em novembro, com 10,5 mil atendimentos na UPA Nações, e isso deve continuar. Em janeiro deste ano, fizemos 14 mil atendimentos na UPA e estimamos que em janeiro/2023 deve chegar a 16 mil. Nos feriados de novembro atendemos 600 pessoas em 24h”, diz.

- Publicidade -

Mesmo com aumento de equipe e estrutura, deve haver filas nas unidades

Diante disso, o IMAS se preparou e aumentaram a equipe, no PA da Barra foi contratado mais um médico clínico geral, e na UPA mais enfermeiros, médicos e recepcionistas, para dar celeridade aos atendimentos. 

“O nosso plano de verão já começou na quinta-feira (1), aumentamos também em três leitos na emergência da UPA Nações, mas no PA da Barra não tem como aumentar o número de leitos. Não comporta. Por isso é tão esperada a obra da UPA da Barra, que deve ficar pronta em 2023. Mesmo com o aumento no quadro de profissionais, acreditamos que devem ter filas, porque a nossa atual estrutura não comporta, é focada em atender moradores de Balneário, e aumenta muito o número de pessoas, com os turistas que visitam a cidade”, acrescenta.

Principais ‘demandas’ do verão: casos de Covid também aumentaram

Questionada pelo jornal sobre as principais ‘demandas’ do verão, Aline aponta que são os ‘clássicos’, como crianças com viroses e adultos com síndrome gripal por conta da oscilação na temperatura. 

“Aumentaram também os casos de Covid na cidade, mas são casos leves. Não houve nenhum quadro grave recente dentro da UPA ou PA. São os sintomas de febre, mal estar, dor de cabeça, mas não são graves… por isso, sempre cobramos o uso de máscara dentro das unidades e a higienização das mãos, que são as medidas de proteção que todos conhecemos”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -