- Publicidade -
- Publicidade -
22.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Serviços de Fisioterapia em Balneário Camboriú são reconhecidos no Estado

A pandemia valorizou o profissional fisioterapeuta, principalmente na área respiratória

A Semana de Fisioterapia de Balneário Camboriú, para celebrar o Dia do Fisioterapeuta, que foi na quinta-feira (13), terá atividades de segunda a quinta-feira (17 a 20), no auditório do Hospital Municipal Ruth Cardoso. 

Fisioterapeutas na UTI neonatal (Divulgação/PMBC)

O objetivo é integrar os fisioterapeutas da cidade, mostrando a importância do profissional, principalmente durante e após a pandemia. 

O coordenador de fisioterapia do Hospital Ruth Cardoso, Douglas Souza, explica que a Semana tem um propósito muito específico.

- Publicidade -

“Queremos comunicar o que fazemos, o que promovemos, os programas que desenvolvemos, para reforçar a importância do fisioterapeuta na equipe multidisciplinar no hospital”, diz.

As palestras tratam sobre ambiente organizacional, recursos fisioterapêuticos em UTI pediátrica e neonatal, atuação da fisioterapia no Centro Obstétrico e recursos fisioterapêuticos no atendimento respiratório no ambiente hospitalar. 

O evento é aberto ao público e destinado, principalmente, aos profissionais da área da saúde. 

Para participar das palestras, é necessário levar 1 kg de alimento não perecível para o hospital, que fica no Bairro dos Municípios. Os alimentos arrecadados serão enviados para uma instituição sem fins lucrativos. 

Dúvidas podem ser enviadas para os números (47) 99663-4301 (Isadora) e (53) 99963-7771 (Raquel). A programação completa pode ser conferida no fim da matéria.

Ruth Cardoso é referência

O Ruth Cardoso é referência na área da fisioterapia em todo o estado. Em 2021 foram quase 100 mil atendimentos, sendo que há atualmente 26 profissionais (somente no HMRC).

“Fomos o primeiro hospital de Santa Catarina a dispor de fisioterapeutas 24h por dia dentro das UTIs. Temos uma normativa estadual que assegura que é obrigatório ter, e o Ruth foi o primeiro a ser regularizado. Conseguimos ajustar também o quadro de fisioterapeutas para ter fisio na UTI neonatal. Hoje, todas as áreas do hospital têm fisioterapeuta, desde a porta de entrada do pronto-socorro até o centro obstétrico”, salienta.

- Publicidade -

Pandemia trouxe mais reconhecimento 

Douglas analisa que, no atual cenário pós-pandemia, perceberam um ‘salto’ na profissão, com o fisioterapeuta sendo reconhecido como um profissional muito importante. 

“Durante a pandemia, perceberam a importância que temos, principalmente nos atendimentos da área respiratória. O fisioterapeuta foi um profissional muito importante nesse sentido. Nos firmamos dentro da profissão, e hoje vemos que somos profissionais que não podem faltar dentro das equipes. O público também sentiu isso, tanto que pacientes internados solicitam atendimento, assim como o paciente que sai e demanda atendimento domiciliar”, pontua.

Balneário é bem assistida por fisioterapeutas

Além dos serviços de fisioterapia oferecidos no HMRC, Balneário Camboriú conta com o Centro de Fisioterapia e Reabilitação (CEFIR). O local possui atendimentos nas áreas de fisioterapia neurofuncional, fisioterapia ortotraumatológica, fisioterapia em acupuntura, fisioterapia uroginecológica, fisioterapia domiciliar e fisioterapia cardiorrespiratória. 

O Centro faz, em média, 2.700 atendimentos mensais. 

“É muito importante essa rede de atendimento que temos em Balneário. Temos também o Núcleo de Atenção ao Idoso, que faz atendimentos na instituição e domiciliar, e na Casa da Família, através da Secretaria de Inclusão Social, há grupos de pilates e outras modalidades. Balneário é muito bem assistida nesse sentido”, acrescenta Douglas.

Quem pode ser atendido

Para ser atendido no CEFIR, é preciso ter o encaminhamento de um médico do SUS e ir à unidade, onde será triado e classificado pelos profissionais, para aguardo de vaga no sistema. 

O CEFIR fica localizado na Rua México, nº 875 – Bairro das Nações e atende ao público de segunda a sexta-feira, das 07h às 19h.

No NAI, são atendidos pacientes com queixas ortopédicas, neurológicas e uroginecológicas. Com uma equipe composta por seis profissionais de fisioterapia, possui uma média de 2 mil atendimentos por mês. Basta apresentar o encaminhamento pelo SUS no núcleo e aguardar a chamada. 

O NAI está temporariamente atendendo no Centro Comunitário Casa da Sogra (Alameda Delfim de Pádua Peixoto Filho, 251 – Bairro dos Municípios).

Confira a programação completa da Semana de Fisioterapia

*Segunda-feira, 17/10, às 14h – Palestra de abertura ‘Comunicação assertiva e resolução de conflitos no ambiente organizacional’, com Profa. MSc. Maria Sarubbi Lippmann

*Terça-feira, 18/10, às 14h – Palestra ‘Recursos fisioterapêuticos no atendimento em UTI Neo/Pediatra’, com Profa. MSc Franciely Santos e Esp. Daniela Bazanella

*Quarta-feira, 19/10, às 10h – Palestra ‘Atuação da fisioterapia no Centro Obstétrico’, com Profa. Dra. Francine Fischer-Sgrott

*Quinta-feira, 20/10, às 14h – Palestra ‘Recursos fisioterapêuticos no atendimento respiratório hospitalar’, com Profa. MSc. Ana Carolina Zanchet.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -