- Publicidade -
20.1 C
Balneário Camboriú

SP tem vacina pronta para iniciar imediatamente imunização de milhões, diz Doria

Estudos apontam que Coronavac tem eficácia de 78% a 100% contra a covid-19

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -
Por Pedro Caramuru e Nicholas Shores

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o Estado já tem doses suficientes da Coronavac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelo Butantan e a chinesa Sinovac, para iniciar imediatamente a imunização de milhões de brasileiros. Ao todo, existem 10,8 milhões de doses da vacina em solo brasileiro.

Segundo o Plano Estadual de Imunização de São Paulo, seriam necessárias 9 milhões de doses para a primeira dose da primeira fase de imunização para idosos, indígenas, quilombolas e profissionais da saúde.

- Publicidade -

De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 7, os casos graves, moderados e internações hospitalares pela covid-19 caíram em 100% após aplicação da vacina.

Atendimentos ambulatoriais e casos leves caíram em 78%.

“Coronavac tem eficácia de 78% a 100% contra a covid-19, apontam estudos no Brasil”, reafirmou Doria durante entrevista realizada no período da tarde.

“Não houve casos graves daqueles que foram vacinados com nossa vacina”, disse o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, também durante a coletiva. “Precisamos que a vacina chegue ao braço das pessoas o mais rapidamente possível”, afirmou emocionado na sequência.

- Publicidade -

Segundo Dimas Covas informou, o Butantan teve uma reunião inicial no período da manhã e ainda nesta quinta-feira está prevista um nova reunião do instituto com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o registro do uso emergencial do imunizante.

Estudos apontam que Coronavac tem eficácia de 78% a 100% contra a covid-19

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (7) que a vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, tem eficácia de 78% a 100% contra a covid-19, conforme antecipado mais cedo pelo Estadão/Broadcast.

O governador paulista disse ainda que nesta manhã o instituto deu entrada junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ao pedido para uso emergencial do imunizante. De acordo com Doria, está mantida a previsão de iniciar a vacinação no Estado no dia 25 de janeiro. Para o governador, “o objetivo é fornecer a vacina para todo o Brasil por meio do Ministério da Saúde”.

“Vacina do Butantan é a vacina de São Paulo”, disse o governador durante entrevista coletiva realizada no instituto. “Vacina de São Paulo é a vacina do Brasil”, completou o tucano. Doria comemorou os resultados como uma “vitória do trabalho iniciado em abril de 2020” e afirmou que o “planejamento para a Coronavac não é fato político, não é fato partidário, é fato da ciência”.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,752FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,508SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -