- Publicidade -
- Publicidade -
24.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vacina da dengue é recomendada para qualquer pessoa?

O imunizante chega a partir deste mês, mas nem todos podem fazer uso, assim como os pacientes renais crônicos

A vacina da dengue Qdenga chega em fevereiro aos estados brasileiros e com ela inúmeras dúvidas de quem pode ou não fazer uso do imunizante. 

Embora inicialmente apenas crianças entre 10 e 14 anos terem acesso à vacina, é preciso ficar atento, pois alguns grupos de pessoas não poderão tomar a vacina da dengue.

Entre essas pessoas estão as transplantadas (qualquer órgão), quem faz uso de medicações imunossupressoras, que tenham doenças autoimunes e alguns grupos de pacientes renais. 

- Publicidade -
Nefrologista da Pró-Rim, Gabriela Sevignani Bernard esclarece dúvidas sobre vacina (Foto Arquivo Pró-Rim)

A médica nefrologista da Pró-Rim, Gabriela Sevignani Bernardi responde algumas dessas perguntas.

P – Paciente renal pode tomar a vacina da dengue?

Dra. Gabriela Sevegnani: Muitos pacientes podem, sim. Mas precisam estar dentro da faixa etária autorizada para tomar a vacina, que é de 4 a 60 anos.

P – Mas existe alguma contraindicação? Tem paciente renal que não pode fazer uso do imunizante?

R –  A principal limitação para pacientes renais (e outros) é o uso de medicações imunossupressoras. Então, muitos pacientes que estão em uso desse medicamento, em tratando de alguma doença glomerular, alguma nefrite ou alguma glomerulopatias não podem tomar a vacina.

P – Pacientes que já transplantaram podem tomar a vacina?

R – Não, pacientes que já fizeram transplante não podem tomar a vacina. A vacina da dengue, assim como outras vacinas que são de vírus vivo atenuado, têm um risco para pacientes com a imunidade muito baixa, que são usuários crônicos de imunossupressão, então não podem utilizar o imunizante.

- Publicidade -

A dengue e os rins

Uma pessoa que contrai dengue pode ter consequências futuras para os rins. Segundo o médico nefrologista da Fundação Pró-Rim, dr. Marcos Vieira, uma pessoa com dengue “pode desenvolver uma doença leve ou ter complicações maiores, uma delas é a injúria renal aguda ou IRA. Geralmente a IRA acomete os pacientes que necessitam de internação hospitalar em virtude da infecção e a necessidade de diálise aumenta o risco naqueles pacientes que precisam de internação em UTI”.

Os principais fatores de risco para desenvolver uma injúria renal por dengue são idade avançada, febre hemorrágica, diabetes mellitus, obesidade, doença renal crônica prévia, sexo masculino e lesões musculares chamada de rabdomiólise. 

“Quanto mais grave o quadro maior as chances de os rins também terem danos”, alerta o dr. Marcos.

Principais sintomas da dengue

Febre alta (39ºC a 40ºC)

Dor de cabeça intensa

Dor atrás dos olhos

Dores musculares e articulares

Náusea e vômito

Manchas vermelhas no corpo

Texto: Josi Tromm Geisler

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -