- Publicidade -
- Publicidade -
30.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Além de cumprir pena, autores de violência contra mulher terão que passar por processo de reabilitação social

Projeto de Lei do deputado Vicente Caropreso visa combater a reincidência em casos de violência doméstica

No dia Internacional da Mulher, o deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) protocolou projeto de lei (PL 52/2023)  que cria a Política Estadual de Reeducação de Homens Autores de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. O objetivo é fazer com que o agressor tenha que frequentar grupos de reeducação e reabilitação com acompanhamento psicossocial.

 “A reeducação já é prevista na lei Maria da Penha entre as medidas protetivas às mulheres vítimas de violência. A estatísticas mostram que a grande maioria dos autores de violência doméstica são reincidentes. É preciso mudar isso. Além da restrição, da  penalização, ou da  prisão,  é preciso ter estratégia de reabilitação para os agressores. Quebrar esse ciclo por meio de medidas educativas e terapêuticas. Caso contrário, vamos continuar a ver agressores cumprirem a pena e se envolverem com uma nova companheira que será vítima de violência”.

A efetivação da Política Estadual de Reeducação de Homens Autores de Violência Doméstica e Familiar se dará pela criação do Programa de Formação de Grupos Reflexivos, que serão conduzidos por facilitadores previamente capacitado

- Publicidade -

O governo do Estado poderá firmar convênios com as entidades da sociedade civil e órgãos do sistema judiciário para esse fim.

O trabalho dos Grupos Reflexivos já é uma realidade em alguns estados do país, como São Paulo. Conforme dados do Conselho Nacional de Justiça, esse trabalho de reabilitação reduz de 60% para 2,5% as chances de o homem repetir as agressões contra mulheres.  

“É uma ação que precisa ser universalizada. Temos um grave problema para enfrentar, que é o crescimento absurdo de casos de violência contra a mulher e de feminicídios em nosso estado”, disse o deputado.

Fonte: Assessoria de Gabinete

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -