- Publicidade -
- Publicidade -
21.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú receberá reforço de apenas 47 policiais na temporada

A Operação Estação Verão, novo nome da antiga Operação Veraneio, inicia oficialmente nesta sexta-feira (22) em Balneário Camboriú, com a cidade recebendo 37 policiais na primeira fase, que vai até a próxima quarta-feira, vindos de batalhões de Blumenau, Brusque e Rio do Sul.

Depois, chegam outros 47 e os 37 que estão na cidade vão embora. O 12BPM, que atende Camboriú e Balneário, tem normalmente cerca de 150 policiais).

O reforço é pequeno e a situação provavelmente seria preocupante se Balneário Camboriú não tivesse uma Guarda Municipal.

- Publicidade -

O novo Comandante do 12BPM, Tenente-Coronel PM Éder Jaciel de Souza Oliveira, falou que com estes reforços, quer fazer a melhor Operação Estação Verão possível. Ele destacou também o apoio do Canil, da Cavalaria, do BOPE, do Choque e do helicóptero.

“Estaremos atuando de forma estratégica, abordando muito, com o reforço nas áreas turísticas. Estaremos recebendo, além do efetivo de reforço, seis conjuntos de cavalaria, e oito do batalhão de choque, quando houver eventos ou ocorrências de vulto estes números podem ser alterados. Temos também tecnologia (inclusive com drones de reconhecimento facial) e o apoio da Secretaria de Segurança”, diz.

Controle de acesso

Éder salienta que não é de sua alçada fazer estimativa de aumento de público, mas que segundo a Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú, a temporada tende a ser bastante movimentada.

“A gente tem uma preocupação muito acentuada com isso. Por isso, o nosso policiamento é, principalmente, destinado aos pontos turísticos. Repito mais uma vez, vamos fazer controle de acesso, tanto nas praias como no trânsito. Assim, o pessoal se preocupa muito com a blitz. Obviamente que a Polícia Militar tem a obrigação de trabalhar em cima da ordem pública e o trânsito está nisso aí, mas o foco principal não é esse. O foco principal é a ordem pública, principalmente relacionada à segurança pública. Por exemplo, nas barreiras vão ser abordados muitos veículos que são comumente furtados, como caminhonetes, por exemplo, além de motocicletas, dentre outros suspeitos”, detalhou.

Trânsito

O Tenente-Coronel aponta ainda que o trânsito é uma das principais causas de mortes violentas no Brasil, por isso acha importante o controle de acesso e ainda ações de lei seca. “Sou totalmente contra a indústria da multa, ficar multando trabalhador sem necessidade. Temos que orientar, mas é importante para a ordem pública, para a circulação. Então o controle de acesso, vamos tentar dessa vez, vamos fazer o experimento de colocar muito mais motocicletas a rodar, já que o trânsito fica parado na Barra Sul, principalmente. Agora com a roda gigante, o Pontal Norte ganhou mais vida, então você tem os dois extremos, você tem o norte e o sul com muito movimento”, destacou.

- Publicidade -

O comandante contou que dividiram a cidade em vários setores operacionais e que o trabalho acontecerá com a Guarda Municipal, Agentes de Trânsito, Corpo de Bombeiros e polícias Civil e Federal.

“A nossa inteligência vai trabalhar com o levantamento de informações e também com a Inclusão Social da prefeitura, que é um apoio que será muito importante”, completou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -