- Publicidade -
11 C
Balneário Camboriú

Comandantes da PM e Guarda Municipal analisam final de ano e aglomerações em Balneário Camboriú

Tradicionalmente o final de ano é marcado pelos dias de maior movimento em Balneário Camboriú e neste ano, mesmo com a pandemia de Covid-19, não foi diferente.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal atenderam diversas ocorrências, inclusive com dois confrontos entre policiais e dois homens – um em Balneário e outro em Camboriú – e necessidade de utilização de munição menos letal para dispersão do público por parte da GM, além ainda do afogamento que vitimou um adolescente de 15 anos na noite de 30 de dezembro.

Vicente Vogt Vanny, coordenador de Trânsito, Comandante da PM Daniel Nunes da Silva, Secretário de Segurança Gabriel Castanheira e Comandante da Guarda Municipal Douglas Ferraz
O Página 3 conversou com os Comandantes da Polícia Militar e Guarda Municipal, que analisaram os trabalhos desenvolvidos até o momento.

Polícia Militar

Homicídio e confrontos

A Polícia Militar atendeu diversas ocorrências neste final de ano, com destaque para dois confrontos. O primeiro ocorreu no dia 28 de dezembro, envolvendo um homem de 33 anos que não conseguiu se hospedar no Hotel Marambaia e atirou na recepção e em seguida entrou em confronto com policiais, já na via pública, acabando morto com um tiro na cabeça (ele já havia se envolvido em outro confronto com a polícia no dia 21, em um barreira em Itajaí).

A arma encontrada com o homem morto pela PM em Camboriú

O segundo foi em Camboriú (às 19h20 de 31 de dezembro), na Rua Flamboyant, no Bairro Monte Alegre, onde um jovem suspeito de ser faccionado foi morto após reagir a uma abordagem policial (ele foi denunciado por estar armado com uma pistola, a qual apontou para os policiais) e também foi apontado como o autor do homicídio ocorrido na mesma rua um dia antes, 30 de dezembro, quando um jovem conhecido como ‘Batatinha’, de 19 anos, foi morto com quatro tiros. A vítima era conhecida da PM e possuía diversas passagens pela polícia.

Comandante destaca parceria

O Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário Camboriú, Tenente-Coronel Daniel Nunes da Silva, destaca quatro pontos neste final de ano: o primeiro deles é a integração com as demais forças, com o Comitê de Gestão de Crise, decidindo as ações em conjunto; o segundo foi a ausência de ‘marco cronológico’ pelas pessoas. Daniel explica que se trata da ‘onda’ de pessoas que ia até a praia central como nos anos anteriores.

“Eram multidões se deslocando para a praia central por volta de 23h30 e após o encerramento dos fogos essa multidão acabava indo embora, poucas pessoas permaneciam na orla da praia após as 2h e nesse ano foi diferente, até 4h, 5h, havia uma multidão entre a Rua 2.000 e a praça Almirante Tamandaré, sendo um desafio”, disse.

O terceiro ponto lembrado pelo Coronel foi o trabalho da Fiscalização, que combateu a instalação de tendas ao longo da faixa de areia, e o quarto os Agentes de Trânsito, e que teriam sido ‘fundamentais’ para o trabalho.

O Comandante lembra ainda que Balneário Camboriú está há quase seis meses sem homicídio (confrontos onde policiais acabam matando marginais não entram na contagem), e que isso demonstra eficácia no trabalho do órgão, que tem como principal missão evitar crimes contra a vida.

“Utilizamos barreiras no trânsito, além das fixas, utilização de motocicletas, bicicletas e policiamento a pé, evitamos também crimes contra o patrimônio [furtos e roubos], e também agimos na questão da perturbação do sossego alheio [como festas e som alto, por exemplo] e aglomerações, todos já sabem como se comportar, mas seguimos trabalhando na conscientização”, acrescenta.

Números neste final de ano

O 12º Batalhão de Polícia Militar encerrou a Operação Réveillon às 6h da manhã de 1º de janeiro. 107 PMs atuaram nas ruas de Balneário Camboriú na Virada de Ano, e atenderam 98 ocorrências.

Drogas apreendidas na Operação Réveillon pela PM

Dentre as relevantes, ainda na noite de 31 de dezembro, a PM destacou a prisão de um homem de 35 anos na Rua 1.536: com ele foram localizados 1.001 comprimidos de ecstasy e R$ 875,00 em dinheiro. Na madrugada do dia 1º, um homem de 25 anos foi preso na Rua Brusque, no Bairro dos Municípios, por disparo de arma de fogo, tráfico de drogas e posse irregular de nove munições de calibre .380. Com ele também foram apreendidos 17 estojos deflagrados de calibre .380, R$ 20.840,00 em dinheiro em notas fracionadas, duas balanças de precisão, dois radiocomunicadores e 20g de maconha.

Drogas e arma apreendidas em Camboriú no dia 1º de janeiro

Em Camboriú, por volta de 2h do dia 1º, na Rua Monte Pirineus, no Bairro Monte Alegre, um homem de 24 anos foi preso com 11 comprimidos de ecstasy, 319g de cocaína, um revólver calibre .38, 11 munições e R$ 475 em dinheiro.

No domingo (3) a PM prendeu um homem de 39 anos, que atropelou um ciclista na Rua 2.000, no centro de Balneário Camboriú. Ele estava bêbado. No carro dele, a polícia localizou seis gramas de maconha.

Nas últimas 24h [de sábado, 2, a domingo, 3] a PM registrou 129 ocorrências, 54 por contravenções penais de perturbação do trabalho ou sossego alheios e perturbação da tranquilidade e 17 para averiguação de pessoas ou veículos em atitude suspeita, o que representa quase 60% das ligações ao telefone 190 em Balneário.


GM também teve trabalho intenso

O Comandante da Guarda Municipal de Balneário Camboriú, Douglas Ferraz, disse que o trabalho deste final de ano foi ‘positivo’ e bastante focado em evitar grandes aglomerações, citando que na noite de 31 de dezembro para a madrugada de 1º de janeiro não tiveram ‘grandes problemas’. Desde o dia 31 até hoje (segunda-feira, 4) a Guarda recolheu 36 caixas de som, cinco narguilés e três veículos – todos podem ser retirados junto da Secretaria de Segurança, mediante apresentação de nota fiscal.

Público não colaborou

Porém, Ferraz destaca que uma dificuldade encontrada foi a resistência de parte das pessoas que estavam na orla da praia central. Inicialmente, a Guarda e os Agentes de Trânsito optaram por não fechar o trânsito da Avenida Atlântica, exatamente para não ‘incentivar’ a aglomeração de pessoas, porém, foi preciso ‘redirecionar’ o fluxo de veículos a partir da Rua 3.000 porque havia o perigo de pessoas alcoolizadas que não estariam tomando cuidado.

“Orientamos também sobre a limpeza da areia, havia muita garrafa jogada. Em determinado momento encontramos dificuldade e utilizamos a munição de granilha, que é diferente da borracha e causa um estrondo quando apontada para o chão, com o objetivo de dispersar o público. A leitura que fazemos é de que o público cansou da pandemia, entendem que não há risco de contaminação, quando na verdade estamos no ápice, por isso estamos somando esforços e focando na conscientização”, salienta.

União foi ‘fundamental’

O Comandante opina que a união da Guarda com as demais forças da segurança foi fundamental para o trabalho acontecer de forma organizada neste final de ano.

“Tenho experiência de 10 anos de virada de ano em Balneário Camboriú, e esse foi o ano mais bem sucedido. A soma de todos os órgãos foi fundamental. Estamos o tempo todo conversando com a PM, alinhando ações, fazendo blitzes pela cidade, apoiando-os sempre que necessário, somando esforços para estarmos em todas as entradas e saídas do município, dividindo horários e assim trazendo mais segurança para todos”, afirma.

“O trabalho continua”

Ferraz destaca ainda que em 2 de janeiro houve a apreensão de uma arma de fogo, e que nesses últimos três dias atenderam três ocorrências de violência doméstica, além de apreensão de notas falsas de R$ 200.

“Pedimos que os comerciantes e o público fiquem atentos. De maneira geral, são ocorrências corriqueiras e sem grande gravidade. O nosso trabalho continua, mesmo com a diminuição do movimento em comparação com esses últimos dias. Estamos sempre à disposição da comunidade, via 153, quem precisar pode contar com a Guarda”, acrescenta.


Dentre os diversos videos publicados no Instagram pelo perfil @brasilfedecovid, Balneário Camboriú também foi destaque


Mais ocorrências atendidas pela GM

K9 da GM localizou cocaína na BR-101

A cocaína que o cão farejador da Guarda auxiliou a PRF a encontrar, dia 29

No dia 29 de dezembro, um cão farejador da Guarda Municipal auxiliou a Polícia Rodoviária Federal na prisão de um caminhoneiro na BR-101, em Balneário Camboriú. Ele foi detido com 20 tabletes de cocaína.

Capotamento na Brasil

O capotamento na Avenida Brasil

Durante a noite de 29 de dezembro, um motorista capotou o Renault/Oroch que dirigia em uma Mercedes, que estava estacionada na Avenida Brasil com a Rua 1.201. O homem teve a sua CNH recolhida e o seu carro removido ao pátio.

Foragido preso no Réveillon

Na noite de 31 de dezembro, por volta de 23h30, a Guarda Municipal reconheceu um homem de 22 anos, identificado como A.C.D.R., que estava foragido da Justiça. Ele foi detido no Calçadão da Avenida Central.

Esfaqueada pelo ex-marido

Na madrugada de 1º de janeiro, uma mulher discutiu com a atual esposa de seu ex-marido, um homem de 46 anos identificado como E.F., no Bairro Nova Esperança. O homem ‘interviu’ e acabou golpeando a ex com um facão, ferindo os dedos da mão dela. E.F. foi preso.

Preso com soco inglês e arma no mercado

As armas encontradas com o homem na saída do supermercado no Bairro dos Estados

Na tarde de 1º de janeiro, um homem foi preso saindo de um supermercado que fica no Bairro dos Estados. Ele estava com uma arma de fogo, um soco inglês, uma machadinha, um carregador com 14 munições intactas e um coldre.

Mulher denunciou cárcere privado

Na manhã de sábado (2) guardas faziam rondas pela Rua 4.400, na Barra Sul, quando foram chamados por uma mulher que informou que havia sido agredida pelo namorado, identificado como N.S. e que desde o dia anterior (1º de janeiro) não poderia sair do apartamento onde estavam e nem utilizar o celular. A vítima relatou que conseguiu se libertar após ambos saírem para comprar cigarros. O suspeito foi preso.

GM evitou suicídio

Também na manhã de sábado (2), por volta de 10h20, guardas conseguiram evitar que uma mulher, D.B., 48 anos, cometesse suicídio. Ela chegou até os GMs, na praça Almirante Tamandaré, ensanguentada, tentando pegar a arma de um dos GMS, afirmando que queria se matar, e como não conseguiu, tentou fugir de bicicleta em direção ao Pontal Norte, onde foi abordada e contida até a chegada do SAMU, que a encaminhou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro das Nações, com acompanhamento do programa municipal de prevenção ao suicídio, Abraço à Vida.

R$ 200 falsos

Na tarde de sábado (2), por volta de 17h, um comerciante chamou a Guarda Municipal porque um homem estaria tentando comprar um lanche no local com uma nota de R$ 200 falsificada. Com o suspeito, J.R.S., 28 anos, foram encontradas duas cédulas falsas, sendo verificadas pela má impressão, pela qualidade do papel e um teste com luz negra. Ele foi preso e encaminhado à Polícia Federal, em Itajaí, responsável por crimes do tipo.

Danificaram elevador da Passarela

Na manhã de domingo (03), por volta de 8h25, um jovem de 19 anos e um adolescente de 16 anos, foram detidos após danificarem o elevador da Passarela do Bairro da Barra. Eles estariam pulando no equipamento, até que o mesmo travou e eles ‘arrombaram’ a porta para sair. Foi neste momento em que eles foram flagrados pelos guardas. Ambos foram encaminhados à delegacia.

Mulher ameaçada e agredida pelo namorado

Na noite de domingo (3), por volta de 22h, guardas foram chamados para irem até a Avenida Marginal Oeste, onde uma mulher estaria gritando por socorro. No local, ela, que tem 25 anos, disse que havia sido agredida e sofrido ameaças de seu companheiro. O suspeito, que tem 31 anos, foi encontrado na Rua Dom Ricardo, no Bairro Vila Real. Ele foi preso.

- publicidade -
- Publicidade -

Últimas notícias

Adeltraut Zoschke Schappo reassume a Secretaria de Planejamento

Ela substitui Mohamad Wadi que ficou 83 dias no cargo “Sou movida a desafios”, disse a engenheira Adeltraut Zoschke Schappo,...
- Publicidade -
- Publicidade -