- Publicidade -
- Publicidade -
17.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Feriado teve invasão aos molhes, ao deck e festas clandestinas em Balneário Camboriú

Mesmo com a fiscalização, muitas pessoas insistiram em desrespeitar as regras de prevenção ao Covid-19 em Balneário Camboriú, com a cidade registrando ao longo do feriado de Páscoa diversas festas clandestinas e “invasões” aos molhes e ao deck do Pontal Norte, que estavam fechados para o público.

O molhe da Barra Sul atraiu muitas pessoas que queriam ver de perto a decoração do Tempo de Renascer BC, apesar de ter sido divulgado que a decoração era para ver de longe, de passagem.

- Publicidade -

Um grupo de 39 pessoas foi flagrado, na sexta-feira (2), fazendo festa no deck do Pontal Norte.

Guardas Municipais foram até lá e confirmaram a denúncia, constatando que violaram o portão que estava trancado com corrente e cadeado.

A festa foi encerrada e todos orientados a deixarem o local, já que aglomerações estão proibidas desde 2020, sendo a principal forma de disseminação do vírus. Uma caixa de som também foi apreendida no local por estar em desacordo com os decretos que tratam da utilização.

Festa com drogas em Laranjeiras

Uma festa clandestina foi encerrada, na noite de domingo (4), na Avenida Rodesindo Pavan, nas proximidades da Praia de Laranjeiras. Segundo a Guarda Municipal, populares denunciaram que estaria ocorrendo uma festa no local, o que foi confirmado, com apoio da Fiscalização de Posturas.

- Publicidade -

No local, os guardas e fiscais flagraram som alto, aglomeração de pessoas, bebidas e o cão farejador encontrou drogas.

Dois homens foram presos e encaminhados à delegacia – um por porte de drogas e o outro por ser o dono da casa onde acontecia a festa clandestina.

Fiscalização atuou

Divulgação/PM

Segundo a prefeitura, as equipes envolvidas na Operação Se Cuida BC começaram as fiscalizações e orientações constantes ainda na noite de quinta-feira (1º) e prosseguiram até domingo (4). Foram fiscalizados 106 estabelecimentos comerciais, restaurantes e bares, alguns deles mais de uma vez durante a operação, e orientados.

- Publicidade -

O governo municipal destacou que seis barreiras foram ‘erguidas’ em pontos diferentes da cidade durante o feriadão, além das três fixas instaladas para proibir acesso aos molhes do Pontal Norte e da Barra Sul, e ao deck do Pontal Norte.

Sete denúncias de festas clandestinas foram atendidas ao longo deste período e encerradas. A Guarda Municipal atendeu ao todo, durante o feriadão, 166 ocorrências.

Polícia Militar também atuou

Divulgação/PM

A Polícia Militar também apoiou a operação, já que o decreto vigente é estadual [ele foi prorrogado até 12 de abril]. Segundo o comando do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário Camboriú, com o foco na fiscalização e conscientização das pessoas, foram fiscalizados cerca de 66 estabelecimentos comerciais [totalizando 172, junto dos 106 fiscalizados pela prefeitura] e a grande maioria se encontrava dentro das regras.

Além dos estabelecimentos comerciais, os policiais fiscalizaram e orientaram as pessoas que se encontravam na orla da praia central de Balneário.

Estabelecimento fechado e festa clandestina

Divulgação.

No sábado (3) um estabelecimento comercial descumpriu o horário de fechamento previsto em decreto, e por isso foi interditado pela PM.

No domingo (4) a polícia encerrou uma festa clandestina que ocorria na Rua Venezuela, no Bairro das Nações. No local foi constatado som alto e pessoas aglomeradas, sem os cuidados sanitários necessários. O responsável assinou um termo circunstanciado e comparecerá em Juízo em data a ser agendada.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: