- Publicidade -
- Publicidade -
23.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Guardas municipais estão habilitados para fazer fiscalizações da dengue em Balneário Camboriú

Termina nesta sexta-feira (1) o curso de capacitação que guardas municipais de Balneário Camboriú estão fazendo junto da Secretaria de Saúde da cidade para atuarem no controle e prevenção da dengue, chikungunya e zika. Eles estarão aptos a fiscalizar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti.

O secretário de Segurança de Balneário Camboriú, Antônio Gabriel Castanheira Junior, conta que solicitou para a Secretaria de Saúde que fosse fornecida uma habilitação para todos os guardas municipais auxiliarem na fiscalização da dengue. 

“Fizemos uma parceria e a Saúde ministrou o curso para os guardas serem agentes multiplicadores porque estão toda hora na rua e abordando, podem fazer orientação e em casos mais sérios até pedir para que a Vigilância Sanitária vá ao local, fazendo intervenção urgente em algumas situações”, explica.

- Publicidade -

Prevenção

  • Elimine qualquer objeto que possa acumular água, como as partes de garrafas de vidro utilizadas em cima dos muros;
  • Evite cultivar plantas que acumulam água, como bromélias;
  • Mantenha a caixa d’água com a tampa completamente vedada;
  • Cubra o extravasor de água (popularmente conhecido como ladrão) com tela e retire a água da laje;
  • Mantenha as calhas limpas e secas, com inclinação adequada para o escoamento total da água;
  • Não esqueça de manter sempre vedados os locais de armazenamento de água, e lave com escova a parte interna, pelo menos, uma vez por semana;
  • Não acumule pneus velhos. Se tiver pneus, mantenha-os secos e abrigados da chuva;
  • Mantenha os ralos vedados e desentupidos;
  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se for usá-los, coloque areia até a borda;
  • A água da piscina precisa ser tratada com cloro, ao menos, uma vez por semana;
  • Troque a água dos animais diariamente e lave com escova os potes de água e comida uma vez por semana;
  • Descarte o lixo corretamente. Acondicione-o em sacos bem vedados e fora do alcance dos animais até o recolhimento.
  • Para fazer a denúncia de locais com suspeita de foco do mosquito, é preciso entrar em contato com a Ouvidoria Municipal por meio dos números: (47) 3267-7024 e (47) 9 9982-1979 (WhatsApp) ou no 0800 644 3388.

Em caso de sintomas da doença (febre, cefaleia, mialgia (dor muscular), artralgia (dor nas articulações), dor de cabeça; podem ocorrer, também, náuseas, vômitos e manchas vermelhas na pele), a pessoa pode procurar o serviço de telemedicina (para acessar a consulta online basta contatar o número de WhatsApp 0800 888 6556), o Centro de Referência Municipal de Atendimento à Dengue (anexo ao Hospital Ruth Cardoso – de segunda à sexta das 7h às 19h) ou a UPA do Bairro das Nações e PA da Barra.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -