- Publicidade -
- Publicidade -
26 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Pais e servidores do NEI Pioneiros questionam se creche irá fechar: secretário diz que é fake news

Nos últimos dias surgiram comentários de que o Núcleo de Educação Infantil (NEI) Pioneiros iria fechar em 60 dias, porque a construtora FG (dona do terreno) pediu o local (de fato há um processo judicial em andamento). A construtora precisa construir uma creche nova (via medida compensatória), e isso ainda não saiu do papel. 

Para esclarecer o assunto, aconteceu nesta quarta-feira (19) uma reunião entre pais, servidores, professores, Sindicato dos Servidores Municipais de Balneário Camboriú, com a participação do secretário de Educação, Marcelo Achutti, e de vereadores da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores, para discutir o assunto.

Vereador Eduardo Zanatta, presidente da Comissão de Educação, conta que os pais e servidores estavam todos muito apreensivos com as informações que tinham surgido sobre o NEI ser fechado em 60 dias, e que seriam compradas vagas na rede particular. 

- Publicidade -

Na reunião, foi informado que a Secretaria de Educação está procurando alternativas caso a escola venha a ser fechada, porque há um processo judicial em andamento, solicitado pela construtora FG, que pede pelo espaço, porque pretende construir no local. 

“Chegaram informações desencontradas pela própria gestão do núcleo, mas o secretário Achutti negou isso. Nós, da Comissão de Educação, definimos junto com a comunidade que vamos tratar do assunto e já aprovamos na Comissão um pedido de informação solicitando cópia do contrato de aluguel do terreno e também queremos saber se há previsão de iniciar a construção do novo NEI Pioneiros e se não há previsão, quais medidas a prefeitura irá tomar”, explica.

Zanatta acrescenta ainda que pais e mães estão aflitos porque não querem que os filhos estudem em um local longe (a Educação estuda comprar vagas na rede privada). 

Gabinete/Eduardo Zanatta

Ele comenta que o secretário Achutti teria dito que as 160 vagas que precisam hoje para o NEI Pioneiros são comportadas apenas pelo Colégio Anglo. 

“O Anglo fica do outro lado da cidade, e alguns pais teriam dificuldade de se deslocar. A construção da nova creche pela FG é uma medida compensatória, de fato há um documento que diz que vai ser construída, na Rua Alípio Meirinho, mas não há previsão de quando isso vai acontecer. Mas precisamos resolver o quanto antes, porque na Praia dos Amores não tem creche e no Pioneiros só há essa, se fechar só vai ter no Ariribá, que não vai conseguir contemplar a demanda. A cidade precisa dessa unidade”, completa o vereador.


O que diz o secretário de Educação

O jornal também conversou com o secretário de Educação, Marcelo Achutti, que disse que o que ocorreu no NEI Pioneiros foi ‘fake news’, mas reconhece que há um problema que vem se arrastando há muitos anos – o fato de que o município não possui contrato de locação do terreno do NEI e que a própria construtora FG não possui interesse em renovar o contrato porque pretende construir no local. 

“Venho recebendo nos últimos dias muitas solicitações sobre segurança, porque o muro do NEI Pioneiros é baixo. Os pais pedem para reformar, mas não temos como reformar porque não tem nem contrato de locação e o imóvel está sendo solicitado judicialmente. Como vou fazer melhoria se o imóvel está em situação judicial”, questiona.

Achutti informa que no documento que a prefeitura possui cita que a FG precisa seguir a medida compensatória, mas que não há uma data para isso. Ele afirma que em momento algum foi citado que o NEI Pioneiros fechará em 60 dias. 

“Estamos prevendo algo que pode acontecer, que é termos que sair do local porque a FG solicitou, mas pode ser em breve ou daqui 10 anos. É um processo judicial que já corre há muito tempo. A nossa preocupação é que as crianças e profissionais não fiquem desassistidos, por isso estamos pensando em alternativas – há algumas opções, como construir um novo NEI, a prefeitura ou a FG podem construir. O ideal é que eles construíssem, porque conseguiriam fazer de forma rápida. Outra opção é realocar as crianças comprando vagas na rede privada, porque hoje não tem NEI para suprir as 160 vagas”, comenta.

O secretário aproveita para explicar que ‘não procede’ a informação de que queriam ‘acabar com o NEI Pioneiros’ e que estão estudando possibilidades caso o Núcleo precise fechar, mas que não há data para isso acontecer. 

“A nossa prioridade é que seja construído um novo Núcleo, mas se não for, vamos criar alternativas. Há duas opções, e uma delas é o Anglo, que fica a 1,4km do NEI Pioneiros. É próximo, e o MEC diz que somente em distância de 3km temos que ceder transporte. Enfim, é um problema que vem se arrastando há anos e estamos nos precavendo, mas não vai fechar o NEI em 60 dias”, afirmou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -