- Publicidade -
16 C
Balneário Camboriú

PM alega que morador de Camboriú morreu após supostamente fugir de abordagem policial

- publicidade -

Leia também

O morador de Camboriú, Anderson de Souza Farias Stolfi, 26 anos, faleceu após supostamente fugir de uma abordagem policial ocorrida no final da tarde de segunda-feira (8), na Rua Joaquim Garcia, nas proximidades do Instituto Federal Catarinense (IFC), antigo Colégio Agrícola.

Segundo a Polícia Militar, por volta de 17h30 policiais faziam rondas quando viram uma motocicleta Honda/CG caída na via. Quando os PMs se aproximaram do motociclista, Anderson, ele teria corrido em direção a um matagal.

- Continue lendo após a publicidade -

Os militares o seguiram e ‘após técnicas de uso progressivo da força’, incluindo balas de borrachas, Anderson foi contido e algemado, sendo colocado na traseira da viatura.

Os PMs alegam que se distanciaram para juntar os pertences do homem e quando retornaram para a viatura teriam percebido que ele ‘não respondia mais aos estímulos verbais’.

O SAMU foi acionado e os próprios policiais teriam iniciado os procedimentos de reanimação cardiorrespiratória até a chegada do atendimento de emergência. Anderson foi encaminhado ao hospital, mas morreu.

Contestam

- Continue lendo após a publicidade -

A polícia citou na nota enviada à imprensa que populares teriam informado que Anderson ‘vinha em alta velocidade, realizando manobras perigosas, aparentando estar sob efeito de algum entorpecente’.

Porém, outras testemunhas e familiares de Anderson alegam que ele voltava do trabalho e que não teria realizado nenhuma manobra perigosa.

Ele deixa a esposa, Tauane, e dois filhos, Miguel e Augusto.

Foi citado ainda que o rapaz estava com as pernas bastante machucadas [com cortes profundos, segundo testemunhas] e que tiros foram ouvidos [confirmados pela PM, que citou uso de elastômero]. A família alega que não teria motivo para ele fugir de uma abordagem policial, já que possuía CNH e estava voltando para casa.

A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias estiveram no local. A PM informou que irá instaurar inquérito para investigar o fato.

Velório

Anderson será velado nesta tarde de terça-feira (9), das 13h às 17h, na Central de Luto de Camboriú. A família informa que será permitida a permanência de 10 pessoas por vez. O sepultamento será no Cemitério Municipal de Balneário Camboriú, localizado na Barra.

- Publicidade -
- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: