- Publicidade -
- Publicidade -
26.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Polícia Civil aponta que casal matou jovem em fevereiro, em Balneário

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, encerrou o inquérito policial que apurava o assassinato do jovem João Vinícius Amaral, 21 anos, ocorrido no dia 4 de fevereiro deste ano, na Rua Dom Sebastião, esquina com a Quinta Avenida, no Bairro Vila Real. O crime teve ligação com o tráfico de drogas.

Segundo a DIC, a investigação concluiu que o indiciado I.M.J. matou João Vinícius com quatro disparos feitos com um revólver calibre .38 e com 15 golpes de faca. O crime foi motivado em razão de uma desavença relacionada a uma transação envolvendo maconha e drogas sintéticas. Inclusive, logo após o crime I.M.J. fugiu com uma mochila, onde estavam drogas.

I.M.J., após ser identificado, foi preso em 18 de fevereiro, na cidade gaúcha Terra de Areia. Durante o cumprimento do mandado de prisão, o investigado foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, e foi transferido para a região de Balneário. As drogas seriam as ‘roubadas’ de João Vinícius. 

- Publicidade -

I.M.J. está preso até este momento no Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, no Bairro Canhanduba.

Na continuidade das investigações, foi descoberto que I.M.J. não agiu sozinho, contando com a participação de sua namorada, J.T., a qual também foi indiciada por participação no crime de homicídio qualificado.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -