- Publicidade -
- Publicidade -
20 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Taís Baruffi volta ao cargo de Comandante da Guarda Municipal após oito anos

A primeira Comandante da Guarda Municipal de Balneário Camboriú, Taís Baruffi, de 51 anos, está de volta ao cargo, que ocupou há oito anos. Desta vez ela substitui Douglas Ferraz, que agora integra a Ronda Ostensiva Municipal (ROMU). Taís é da primeira turma da GM (desde 2011), já foi supervisora operacional, supervisora responsável na implantação da Central 153, inspetora e antes de voltar ao Comando estava como subcomandante.

Baruffi contou que foi um dos três nomes escolhidos pelos próprios guardas municipais, mas a palavra final foi do prefeito, Fabrício Oliveira, com apoio do secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira Junior. 

“Fui Comandante em 2015, a primeira Comandante da GM de Balneário, porque quando a Guarda Municipal é criada, nos primeiros quatro anos é comandada por outras forças para ter experiência e preparo. Agora, estou retornando ao cargo”, disse.

(Arquivo Pessoal)

Mudanças de 2015 até hoje

A Comandante disse que de 2015 para hoje percebe muitas mudanças – incluindo da própria GM, em relação à legislação, que ganhou mais espaço de trabalho. 

- Publicidade -

Baruffi também destacou o volume de ocorrências – em 2015, não chegavam a ser geradas cinco mil ocorrências por ano, hoje são atendidas mais de três mil por mês. 

“A cidade também cresceu bastante, a nível estrutural e populacional. Hoje temos melhores equipamentos, um quantitativo maior de viaturas e também de efetivo, sendo a segunda maior GM de SC, atrás apenas de Florianópolis. É natural a evolução tecnológica com armamento, equipamentos, veículos automáticos (no início não eram automáticos). Todo incremento traz uma maior qualidade de vida no trabalho e vem como incentivo”, afirmou.

Ela elogiou o secretário Castanheira, comentando que o considera um exemplo e excelência em serviço operacional.

(Arquivo Pessoal)

Diferenças por ser mulher

Questionada pelo jornal se vê diferença no trabalho por ser mulher, Baruffi negou e disse que internamente, com os guardas municipais, não vê que há ‘uma mudança significativa’, porque já conhecem a sua forma de conduzir a Guarda Municipal. Porém, externamente, ela percebe que as mulheres sentem orgulho por ver uma mulher no comando da GM. 

“Vejo as mulheres se sentindo muito orgulhosas, é nítido. Eu também vejo, como mulher, dentro de uma instituição policial, há a flexibilidade feminina para lidar com várias situações e isso é positivo. Consigo manter um relacionamento interpessoal muito bacana, há o tato no conversar, isso aproxima das pessoas e passa uma credibilidade maior por eu ser uma mulher”, informou.

Principais desafios à frente da GM

A Comandante falou sobre os desafios enfrentados pelas forças de segurança em Balneário Camboriú,  comentando que apesar de o feminicídio ser um crime que, felizmente, pouco acontece na cidade, há um índice considerável de casos de violência doméstica. 

Outro desafio são os pequenos delitos, que Baruffi pontuou que são naturais, principalmente em Balneário, que é uma cidade com um alto valor econômico. 

“Buscamos estar presentes em toda a cidade, mas não conseguimos estar em todo local ao mesmo tempo, mas sempre fazendo operações, integrados com as demais forças. Temos um trabalho de inteligência, que atua com dados e estatísticas de Balneário. Algo que precisamos muito é do cuidado dos moradores – por exemplo, em grandes eventos não temos como estar de olho em todas as pessoas e, por isso, cada um precisa tomar cuidado, é um dever de todos – instalar equipamentos de segurança em casa, ter cuidado com bolsa e celular”, explicou.

Sobre a questão de tráfico e uso de drogas, Baruffi disse ter a mesma visão de Castanheira – que isso se torna um desafio cada vez maior, porque o traficante ‘aprendeu’ que se ficar na rua com pouca quantidade de droga é visto como usuário e não ‘comerciante’. 

“Buscamos todo o tempo coibir, fazendo o preventivo. Sempre procuramos fazer o máximo, o possível, startando operações para manter a qualidade de vida que Balneário Camboriú possui, que tanto atrai visitantes, sendo que muitos têm vontade de vir aqui morar. Nos esforçamos porque sabemos que a segurança conta muito, para moradores e turistas”, completou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -