- Publicidade -
- Publicidade -
26 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Nvidia lança supercomputador e pacote de IA, com aplicação para carros, robôs e games

(FOLHAPRESS) – O presidente-executivo da Nvidia, Jensen Huang, anunciou um pacote de produtos de inteligência artificial (IA) da empresa nesta segunda-feira (29). As novidades incluem recursos de IA para carros, robôs, indústria e geração de personagens realísticos para jogos de videogame.

Huang também divulgou o lançamento do supercomputador de IA da Nvidia, DGX GH200, com 256 superchips equipados com a unidade de processamento gráfico H100 -vendida a R$ 200 mil a unidade. O modelo anterior da empresa, DGX AI, tinha 500 vezes menos memória, segundo a produtora de chips.

A nova máquina da Nvidia atinge a marca de um exaflop (um bilhão de bilhão de operações por segundo), o mesmo poder de processamento de um único cérebro humano. Se equipara também em potência ao supercomputador Frontier, em operação desde 2022 e instalado no Laboratório Nacional de Oak Ridge, nos EUA.

- Publicidade -

O executivo abriu o fórum de tecnologia Computex em Taiwan nesta segunda, quando fez os anúncios. No dia anterior, falou com formandos na Universidade Nacional de Taiwan, em Taipei.

“Enquanto alguns estiverem preocupados que a inteligência artificial tire seus empregos, alguém que é especialista em IA vai fazê-lo”, disse Huang. Quem não abraçar a tecnologia vai ficar para trás.

O evento serviu de palco para o anúncio de Huang da nova linha de infraestrutura voltada à inteligência artificial. A Nvidia lançou, além dos supercomputadores, recursos para computação na nuvem e aceleração de internet. Entre os clientes da empresa estão Google, Microsoft, Meta, Dell e Lenovo.

O executivo ainda trouxe aplicações mais palpáveis ao público. A Nvidia Avater Cloud Engine (ACE) for Games vai auxiliar na criação de personagens para videogames, com aparência, animação e voz. O produto visa atender desenvolvedores e estúdios de jogos.

A Nvidia também firmou parceria com a empresa de multimídia Mediatek para incrementar recursos de inteligência artificial a carros conectados. Huang afirma que essa tecnologia deve estar disponível em carros de entrada a veículos de luxo.

O pacote também contou com novidades sobre o Nvidia Omniverse -metaverso da empresa dedicado ao mundo corporativo. Esse espaço de realidade mista permite simulações e inspeções no ambiente de trabalho.

A inteligência artificial geradora vai permitir desenvolver programas no Nvidia Omniverse sem usar código, só com comandos em linguagem virtual.

- Publicidade -

Além disso, a Nvidia anunciou o robô móvel Isaac MVR, que se localiza e locomove por meio de informações do Omniverse. Na mesma linha, câmeras robóticas vão poder fazer inspeção de equipamentos de maneira autônoma.

Huang não divulgou preços durante o evento de tecnologia em Taipei, mas afirmou que 40 mil grandes empresas e 15 mil startups usam tecnologia da Nvidia.

O software de processamento da Nvidia, Cuda, foi baixado 25 milhões de vezes apenas no ano passado. O sucesso da empresa é refletido no balanço do primeiro trimestre de 2023, com receita de US$ 7,19 bilhões, de acordo com o diretor da Nvidia para América Latina, Marcio Aguiar.

Os resultados da empresa fizeram os papéis da Nvidia se valorizarem em 25% na última quinta-feira (25). Com isso, a companhia flerta com o valor de mercado de US$ 1 trilhão (R$ 5 trilhões), atingida por gigantes da tecnologia, como Apple e Microsoft, e a petroleira saudita Aramco.

Antes identificada com chips para games, a americana Nvidia virou aposta de Wall Street para investir em inteligência artificial, porque também produz as GPUs (Unidades de Processamento Gráfico) que são usadas para treinar modelos de linguagem para IA generativa, como o ChatGPT.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -