- Publicidade -
- Publicidade -
31 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Em dezembro houve aumento de ônibus turísticos em Balneário Camboriú, mas em janeiro diminuiu 12%

Mesmo assim, a ocupação hoteleira na cidade neste mês gira entre 85 e 90%

A prefeitura de Balneário Camboriú divulgou que a cidade registrou aumento de 17% no número de turistas que chegaram de ônibus de turismo em dezembro/2023 comparado ao mesmo período em 2022. 

O acréscimo também se reflete no volume anual de turistas vindos de ônibus para Balneário em 2023 quando comparado ao ano anterior, com 32% de aumento. Porém, em janeiro o número, por enquanto, está menor – ainda assim, a temporada é avaliada, até o momento, como positiva.

De acordo com o Portal de Informações Turísticas (PIT), mantido pela prefeitura, 35.914 turistas chegaram a Balneário com ônibus de turismo em dezembro/2023, ultrapassando em 5,2 mil o número de entradas em dezembro/2022. 

- Publicidade -
(Divulgação/SecturBC)

Outro aumento constatado é sobre a origem dos passageiros, com 4% a mais de entradas internacionais – 17% do Paraguai, 10% do Chile, 8% da Argentina, 3% do Uruguai e 1% da Bolívia. 

Entre os brasileiros, turistas vindos de ônibus de São Paulo lideram o ranking, com 38% do total, seguidos pelos do vizinho Rio Grande do Sul, com 26%, depois Santa Catarina, com 20%, e Paraná, com 13%. Demais Estados concentram 3% das entradas.

Crescimento de 17% em dezembro e queda de 12% em janeiro/2024

O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Thiago Velasques, explica que os números positivos de dezembro/2023 podem ter ligação com o fato de que em dezembro/2022 choveu bastante, com as viagens sendo transferidas para janeiro/2023 – quando Balneário registrou bons números de visitantes chegando de ônibus turísticos.

“Isso faz sentido porque a entrada de ônibus em janei porque choveu em dezembro/2022 e neste ano foi o contrário, as pessoas conseguiram vir em dezembro, e agora sentimos uma diminuição na chegada de ônibus neste mês, com uma queda na entrada de cerca de 12% em relação ao ano passado, mas o número pode melhorar até o fim do mês. Estamos com boa movimentação, janeiro está positivo, não está ruim, mas dezembro foi melhor, com um surpreendente crescimento de 17%, baseado em 2022”, explica.

Temporada é avaliada como positiva

O secretário lembra que Balneário Camboriú conta com quase 22 mil leitos disponíveis nos meios de hospedagem e que há voos diários vindos do Mercosul, tanto através do Aeroporto de Florianópolis quanto como de Navegantes, o que reflete positivamente para a cidade, com os turistas tendo mais opções para virem para Santa Catarina, já que até esta temporada não haviam tantas linhas aéreas. 

“Isso [aumento de voos] também pode refletir na diminuição de ônibus. Antes, o turista não tinha tantas opções aéreas e pode haver a troca de locomoção. No geral, podemos afirmar que a temporada está sendo positiva. Muda um pouco o público, diminui, mas no Carnaval aumenta novamente. Acreditamos que fevereiro vai ser muito positivo, lembrando que a nossa alta temporada vai até março”, diz.

Velasques aponta que é esperada a vinda de turistas do Mercosul também no fim da temporada, assim como dos idosos, que tradicionalmente ‘fecham’ o verão em Balneário, auxiliando a encerrar a temporada com bons números. 

“Temos acompanhado a boa movimentação nos atrativos turísticos, com isso analisamos que o turista está buscando conhecer a nossa cidade. Incentivamos que ele conheça tudo o que Balneário e região têm a oferecer, ficando mais dias para aproveitar”, salienta.

Em 2023 Balneário Camboriú recebeu 3,8 mi de turistas

O secretário informa que 2023 também registrou números melhores comparados a 2022, com um crescimento de 32% na chegada de ônibus turísticos com relação a 2022. 

“Recebemos quase 3,8 milhões de turistas em 2023 inteiro – só vindos de ônibus de turismo foram 245 mil turistas. 2023 foi um ano muito bom para o nosso turismo, e apesar dos meses de chuva, recuperamos o movimento, com a média de 64,6% de ocupação hoteleira/ano, através de dados do Sindisol, o que é uma boa ocupação”, acrescenta.

Cidade lotada x turismo de qualidade

A vice-presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau, Margot Rosenbrock Libório, proprietária dos hotéis Bella Camboriú e Rosenbrock, analisa que o aumento dos ônibus de turismo em dezembro/2023 comparando com 2022 pode ter ligação também com a pandemia de Covid-19, já que as pessoas na ocasião [2022] estavam viajando, mas com uma ‘tranquilidade’ menor do que a atual. 

“O aumento é natural e é interessante porque temos problemas com estacionamento na cidade, quando usam ônibus é interessante para o destino”, afirma.

- Publicidade -

Margot informa que a ocupação da hotelaria neste mês de janeiro está girando entre 85 e 90%, mas pontua que é um fluxo diferente quando comparado com o Ano Novo e os dias após o Réveillon, quando também são ocupados muitos apartamentos em Balneário – tanto por proprietários de imóveis como para aluguel. 

“Realmente agora que as férias coletivas se encerraram a gente tem menos pessoas na cidade – é uma visão minha. Agora, a cidade oferece mais qualidade em tudo – quem visita Balneário quando a infraestrutura não está sendo tão testada, como no Ano Novo e pós-Réveillon, conseguem aproveitar mais. Vejo que agora, tendo menos pessoas na cidade, está em uma quantidade mais ‘adequada’. O que não se fala é sobre a capacidade de carga para o destino, até que quantidade de pessoas que o destino consegue atender com qualidade”, opina.

Por isso, a hoteleira vê que o turista mais ‘consistente’, que fica em hotel e de fato usa todos os serviços da cidade – restaurantes, comércios e atrativos – acaba tendo mais qualidade neste momento com menos fluxo turístico, para assim conseguir conhecer o máximo possível da cidade. 

Temporada positiva, mesmo com menos argentinos

Margot avalia que, até o momento, a temporada está positiva, mas que teve diminuição no fluxo, como no último domingo (14), por conta da questão do final das férias coletivas, segundo ela. 

“Há a troca de fluxo, mas ele já está aumentando novamente. A gente percebe que existe a falta dos argentinos – vieram menos do que esperávamos por conta de todas as mudanças econômicas que lá acontecem, mas felizmente Balneário recebe brasileiros, uruguaios, chilenos e paraguaios, então não sentimos tanto a falta do turismo argentino como aconteceria há 10 anos. Se falasse há 10 anos em uma temporada sem argentinos seria catastrófica. Hoje não vivemos essa realidade, porque outros mercados vêm crescendo e se consolidando”, analisa.

A expectativa da hotelaria é que a temporada siga pelo menos até a Páscoa (fim de março). 

“O turismo rodoviário aumentou, mas os turistas que buscamos também, em parceria com os dois aeroportos (Florianópolis e Navegantes) é o que vem de avião, que é essencialmente turista, que vai se hospedar nos hotéis, que vai visitar atrativos e dentro do tempo que está na cidade vai aproveitar o máximo possível o que a cidade oferece”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -