- Publicidade -
- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Movimento de fevereiro é incerto, mas empresários do turismo seguem confiantes em Balneário Camboriú

A temporada de verão em Balneário Camboriú tem sido positiva para os empresários, apesar dos casos de síndromes respiratórias, como Covid-19 e sua variante Ômicron e ainda a gripe H3N2. 

Normalmente, a época de maior movimento na cidade é entre o fim de dezembro e janeiro. Com a chegada de fevereiro, há a incerteza sobre a continuidade da temporada. 

- Publicidade -

A reportagem do Página 3 conversou com o secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Geninho Góes e também com representantes do empresariado do segmento e a expectativa é que fevereiro seja positivo também, principalmente se o clima ajudar. Confira abaixo.

Público mudou e finais de semana têm sido movimentados

Geninho Góes, secretário de Turismo de Balneário Camboriú

(Foto Jeff Severino)

“O movimento da temporada depende do ponto de vista, se você for olhar para a hotelaria, a ocupação está em mais de 80% e aos finais de semana sempre tem muito movimento! E, além de tudo isso, estamos com essa nova variante que também quer queira, quer não… ela fez explodir o número de casos, embora a mortalidade esteja baixa. Estou conversando com as operadoras de turismo receptivo e essa onda de cancelamento de aéreo que nós tivemos, redução do pessoal de tripulação das companhias aéreas também influencia, apesar de ter dado uma acalmada neste sentido. 

Mas por outro lado, o que tenho percebido e as pessoas têm comentado é a mudança do público – um público que tem consumido mais; então tem que comparar a quantidade com a qualidade, o quanto as pessoas estão gastando é muito importante. 

É inquestionável que tínhamos toda uma perspectiva para uma ótima temporada, até o clima está favorável, diferente da Bahia e outros locais que estão sendo afetados pelas chuvas. A ‘acalmada’ no movimento é realmente muito relativa, porque para a hotelaria está bom. A expectativa era maior, mas aos finais de semana estamos vivendo bons momentos de temporada, além de que é diferente o mês de janeiro e o Réveillon, não dá para comparar. 

Eu creio que são boas as expectativas para fevereiro, os receptivos com quem falei acreditam que haverá uma pulverização da demanda, e acredito também que a cidade estará cheia no Carnaval por conta do feriado”.


Segurança segue preparada para movimento

Douglas Ferraz, Comandante da Guarda Municipal de Balneário Camboriú

(Divulgação/ATC Brasil)

“De fato, movimentamos um aparato logístico bastante denso e com vários setores envolvidos, não só a segurança (GM, PM, BM e PC) estabeleceu a operação para o verão. Diversas reuniões com o Turismo, Saúde, Planejamento, Vigilância Sanitária, Inclusão Social, dentre outros, nortearam nossas ações. 

Lembrando que a temporada que se previa era algo ainda não visto, devido ao sentimento pós-isolamento das pessoas, o alargamento da faixa de areia, as diversas opções de lazer que a cidade oferece.

Hoje se você passar na Atlântica verá o policiamento intenso, mas existem as ações específicas que aumentam a efetividade de nossos trabalhos. 

E o fato do mês de janeiro e o final de dezembro terem sido tranquilos de maneira geral, se deve a este empenho, não só das forças de segurança, mas também dos diversos órgãos trabalhando em sinergia. 

A previsão é que fevereiro se mantenha como agora, e estamos já nos reunindo para organizar a operação de Carnaval. Vamos nos preparar para o cenário de movimento, caso não ocorra, estaremos pecando pelo excesso de zelo, o que é positivo”.


Números de Covid caem e reservas aumentam

Margot Rosenbrock Libório, hoteleira e presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau (BC Convention)

(Divulgação/ConventionBureau)

“O período até aqui foi bom, foram vários meses de fluxo bem interessante, que começou ainda em setembro, com pico em dezembro/janeiro, mas deu uma reduzida principalmente pelos casos de Covid, que se desenvolveram muito. 

Percebo que as pessoas têm menos medo em relação à doença, mas como são muitos casos existem cancelamentos, voltaram a acontecer reservas mais próximas do dia que as pessoas  chegam, o que não é positivo no sentido de não sabermos como será o próximo mês de fevereiro. 

Percebemos que é proporcional – casos de Covid caem, e as reservas aumentam, por isso precisamos que casos voltem a diminuir e assim as pessoas possam voltar a confiar para reservar com antecedência. 

Sabemos que houve queda de venda de voos, remarcações também – não usa agora, vai usar no futuro, vai remarcar. 

A reduzida aconteceu, as pessoas estão em standby, aguardando uma situação mais segura. 

Acredito em uma melhora em poucos dias, tudo muda muito rápido, realmente agora já não tem questão de Pronto Atendimentos lotados, toda situação causada principalmente pela H3N2, e as pessoas vão ficando um pouco mais tranquilas e se sentem mais seguras, principalmente aquelas que foram vacinadas. 

Ainda bem que tivemos e temos vacina, para assim convivermos com números mais altos da Covid, mas menos casos graves. 

Não acredito que o cancelamento do Carnaval de rua vai influenciar no movimento, porque ainda não somos uma referência nesse sentido, a relação do movimento está ligada ao feriado nacional. 

Se as pessoas se sentirem seguras elas vão viajar, elas querem sair. 

Balneário e região estão em um momento excelente, pessoas querem conhecer a nova praia e atrativos, precisam descansar e relaxar um pouco. 

Se os números da Covid forem caindo e entrando em um sentido mais linear, a melhora vai acontecer e a gente vai ter um feriado de Carnaval muito bom. 

O que lamentamos nesse momento são as reservas de última hora, porque não conseguimos ter uma leitura clara do futuro”.


Boas expectativas para fevereiro – clima tem ajudado

Isaac Pires, empresário ligado ao turismo e presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Balneário Camboriú e Região (Sindisol)

(Divulgação)

“O mês de janeiro foi muito bom, dentro da expectativa, com ocupação em torno de 95%; essa última semana tivemos ocupação de 90%. 

Em todos os anos acontece a diminuição do movimento na última semana de janeiro e retorna na primeira semana de fevereiro. 

A expectativa é boa para fevereiro, o tempo e o calor estão nos ajudando, junto do alargamento da faixa de areia, que tem sido um sucesso”.


Mês de janeiro foi positivo, estrangeiros podem ajudar no fluxo dos próximos meses

Osny Maciel Junior, gerente do Hotel Sibara e membro do Núcleo de Turismo da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc)

(Divulgação/BNT Mercosul)

“O mês de janeiro foi muito bom, a gente deve estar fechando com uma perspectiva de 86%, com diárias médias superiores a 2019. Vai ser um fechamento muito positivo do mês de janeiro. 

Nos preocupou um pouco quando houve o aumento dos casos de Covid e gripe – tivemos muitos cancelamentos, mas ao mesmo tempo conseguimos substituir com novas vendas, por isso estamos fechando com saldo positivo. 

Fevereiro está se comportando diferente do que a gente esperava porque devido aos casos de gripe e Covid as pessoas estão voltando a reservar com um intervalo menor, em um intervalo de uma semana, porque estão com medo do aumento dos casos e se poderão ser ressarcidas, por isso estão preferindo comprar mais em cima da hora. 

Temos o caso das fronteiras com o Mercosul, da possível abertura total, sem cobrança de vacinação, o que pode gerar aumento do fluxo desses turistas aqui em Santa Catarina e Balneário Camboriú. 

Estamos recebendo diversas ligações, cotações para os próximos meses tanto fevereiro quanto março principalmente. O saldo da temporada é positivo, mas com um intervalo de reservas menor”.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: