- Publicidade -
- Publicidade -
22.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Arrancadão de Canoas Artesanais movimenta pescadores de Balneário Camboriú na Praia Central

O 5º Arrancadão de Canoas Artesanais, que marca o encerramento da temporada de pesca da tainha, vai reunir pescadores de várias regiões do litoral, neste domingo, na Praia Central.

São esperados mais de 300 participantes nas várias provas para pescadores artesanais.

O evento começa de manhã e encerra à noite com show na Praça do Pescador, na Barra.

- Publicidade -

A competição mais importante que dá nome ao evento, é uma disputa envolvendo duas embarcações por vez.

|Além da prova do Arrancadão, haverá outras, como provas de arremesso de tarrafa, cabo de guerra (que simula a puxada de rede) e escolha do pescador mais antigo e do pescador mais novo. 

Durante o dia, serão realizados torneios de dominó, um jogo que faz parte da espera nos ranchos pela chegada do cardume. Também haberá gincana do prato de pirão (vence quem comer mais rápido) e escolha da melhor canoa. 

Os pescadores também vão disputar uma prova em que terão de recitar versos de improviso.

A presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Denize Leite definiu o Arrancadão de Canoas Artesanais como uma confraternização entre os pescadores e uma celebração pela safra de tainhas. 

“É uma competição divertida, que reúne o acervo das tradicionais canoas bordadas de Balneário Camboriú e cidades vizinhas. É uma oportunidade da comunidade conhecer a tradição pesqueira e os homens que fazem o peixe chegar na nossa mesa”, disse. 

(Foto Lilian Martins)

Denize segue explicando que as competições são relativas às habilidades que os homens do rancho precisam ter, que vai muito além do esforço físico do remar e puxar a rede. 

- Publicidade -

“Nos tempos de espera, os pescadores têm o costume de jogar dominó, jogo de estratégia e raciocínio lógico, que também é uma prova do arrancadão. Também acontecem as provas de cabo de guerra (alusivo à puxada de rede), lanço de tarrafa, prato de pirão, entre outras, e a mais esperada é a corrida das canoas”, convidou a presidente, porque a festa é gratuita e aberta ao público em geral.

Arrancadão

Prova que dá origem ao nome do evento. Consiste em uma disputa entre duas canoas por vez, na qual os pescadores, a remo, precisam movimentar a canoa como se estivessem cercando a tainha.

(Foto Lilian Martins)

Safra terminou dia 31 de julho

A safra da tainha começou em 1º de maio e terminou em 31 de julho. Em Balneário Camboriú, foram nove pontos identificados para a pesca espalhados nas praias do município. As praias de Laranjeiras, Taquaras, Taquarinhas, Pinho, Estaleiro e Estaleirinho tiveram um ponto cada. Já na Praia Central, foram três (Rua 3100, Rua 3700 e Rua 4000).

O presidente da Colônia de Pescadores Z-7, Levi Vicente, estima que foram pescados de 15 mil a 20 mil quilos de tainha nesta safra nas praias de Balneário Camboriú.

O evento é promovido pela Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Fundação Municipal de Esportes e Equipe Arrancadão.

Programação

Praia Central, Barra Sul – altura da Rua 4900 (com exceção do almoço, que será no Bairro da Barra)

7h-  Entrega das camisetas e inscrições para as gincanas

9h – Abertura Oficial do Arrancadão de Canoas Artesanais

9h15 – Eliminatórias Cabo de Guerra

9h30 – Eliminatórias do Torneio de Dominó

9h45 – Eliminatórias do Arremesso de Tarrafa

10h25 – Eliminatórias Arrancadão de Canoas Artesanais

12h – Almoço Food Park (Bairro da Barra) 

13h30 – Disputa Tradicional – Prato de Pirão

14h – Final Arrancadão de Canoas 

14h30 – Final Arremesso de Tarrafa

15h – Final Cabo de Guerra

15h30 – Final Torneio de Dominó

16h – Canoa destaque, pescador mais jovem, mais antigo e verso por equipe

16h45 – Entrega das premiações

17h20 – Encerramento com a banda Maria do Cais

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -