- Publicidade -
- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Festival de Música de Itajaí: Orquestra Brasileira apresenta Mulheres do Samba, no Palco Gal Costa

A Orquestra Brasileira que conta a história de mulheres sambistas é uma das atrações do 25º Festival de Música de Itajaí, nesta terça-feira (5), às 20h30, no Palco Gal Costa (Praça da Igreja Matriz). Antes, às 18h30, a Banda do Conservatório convida o grupo instrumental Pau Brasil para o show no Palco Marcos Leite (Praça Arno Bauer). 

A noite encerra com a roda de choro no Mercado Público, a partir das 22h. 

A programação é 100% gratuita, sem cobrança de ingresso nem couvert.

- Publicidade -

O 25º Festival de Música começou no primeiro dia de setembro e segue até o dia 8, com as oficinas, apresentações e shows.

Banda do Conservatório

A Banda do Conservatório de Música de Itajaí Carlinhos Niehues permite a alunos e egressos a oportunidade de representar a instituição nas mais diversas situações, sejam eventos festivos, solenidades ou outras oportunidades, além de proporcionar a seus integrantes uma experiência profissional de seu ofício. 

Conta com a presença do professor Evandro Hasse nos instrumentos de sopro e na direção musical e coordenação, o músico e professor Arnou De Melo.

Orquestra Brasileira

A Orquestra Brasileira fará um passeio pela história das mulheres no samba, homenageando as grandes compositoras e intérpretes que surgiram nos 100 anos de samba, por meio das convidadas especiais, as cantoras Bárbara Damásio, Camélia Martins, Jandira Rosa e Juliana D Passos. 

O show terá acessibilidade em libras.

O repertório da orquestra traz clássicos do samba gravados por divas do samba, seja D. Ivone Lara ou Leci Brandão, compositoras que foram precursoras num território até então dominado por homens, elas compuseram sambas-enredo e muitos sucessos. 

Há ainda as intérpretes eternas como Beth Carvalho, Alcione, Elis Regina, Clara Nunes, que são a própria cara do samba. Neste concerto, a orquestra apresenta sucessos de todas essas mulheres incríveis, buscando também mostrar todos os lados do samba, o samba de roda, o partido alto, o pagode, o sincretismo religioso, um pouco de tudo que molda essa música tão única e que tão bem define a cultura brasileira.

- Publicidade -

A orquestra brasileira é composta por instrumentos que representam a essência da música popular brasileira, como violões 6 e 7 cordas, bandolim, cavaquinho, flauta, clarinete e percussão, somados ao acordeom e piano, contrabaixo e bateria. 

Ao mesmo tempo, usa o método de trabalho da orquestra clássica, tendo a música escrita como principal referência para o grupo, traz o mesmo rigor e precisão nos ensaios, e a organização com naipes coordenados por um spalla de cada família de instrumentos. 

Na direção artística, arranjos e piano, está Luiz Gustavo Zago.

A partir das 22h acontece a roda de choro no Centro de Cultura Popular – Mercado Público de Itajaí. 

A roda convidada será a de Geral Vargas, de Florianópolis. Na formação estão Geraldo Vargas (bandolim), Mara Piaz (cavaquinho), Bruno Ornellas (violão) e Carolina Cherfem (pandeiro).

Confira a programação completa do 25º Festival de Música de Itajaí aqui.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -