- Publicidade -
- Publicidade -
14.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Alargamento da praia central poderá ser feito em 2015

A praia central de Balneário Camboriú poderá ser alargada no ano que vem. O município distribuiu na semana passada para diversas entidades analisarem o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental do alargamento da faixa de areia que está tramitando na Fundação do Meio Ambiente, Fatma.

Produzido pelo consórcio de consultorias Prosul e Aquaplan o trabalho segue os padrões técnicos usuais neste tipo de estudo, mas possibilita fácil entendimento para quem é leigo no assunto (para ler o estudo clique aqui)

- Publicidade -

No estudo o alargamento da praia é considerado um “rejuvenescimento” daquele espaço público, com influência direta no lazer, serviços, mobilidade urbana e na economia municipal.

O trabalho detalha que uma pesquisa realizada com população e turistas apontou que cerca de 2/3 aprovam a obra, embora surjam dúvidas principalmente sobre aspectos ambientais.

Hoje cabem na praia, considerando 5m2 por pessoa, 16.000 banhistas simultaneamente e a obra quase que triplicaria esta capacidade.
O alargamento adicionaria 60 metros de areia aos 30 metros existentes hoje, em média, ao longo da praia. A Atlântica será repaginada, com calçadas de 9m em ambos os lados, áreas de serviços, três faixas para veículos, ciclovia e pista para corridas.

A jazida de areia com as característica necessárias para o trabalho foi identificada a 15 Km da praia e dela serão retirados 2,7 milhões de m3 através de uma draga que colocará o material no porão, navegará até mas próximo da costa e dali bombeará por tubos para os pontos de engorda. É uma tecnologia relativamente banal, cara e bastante utilizada em todo o mundo.

- Publicidade -

Perguntas e respostas

Alarga quanto?  – Engorda 90 metros que se somam aos 30 metros extistentes em média. Descontada a parte submersa, tende a sobrar cerca de 90m de faixa útil de areia.

Quanto custa? – A estimativa é de R$ 20,00 por metro cúbico, portanto algo ao redor de R$ 54 milhões. Só o engordamento, sem incluir a reurbanização.

- Publicidade -

As árvores saem? Não, as amendoeiras da Avenida Atlântica serão mantidas, formando uma “ilha” entre as pistas de rolamento de veículos.


O alargamento elimina a sombra causada pelos edifícios na praia? Não, a sombra não tem solução.

Quanto demora a obra? Depende daa capacidade da draga, mas os técnicos estimam em seis meses no máximo.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -