- Publicidade -
- Publicidade -
15.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Ano Novo em Balneário Camboriú: show de drones e público maior do que nos últimos anos

A Virada do Ano em Balneário Camboriú foi marcada pelo show de mil drones, uma parceria entre os governos de Abu Dhabi e Balneário Camboriú, que colaborou para atrair um público maior do que nos últimos anos, o que gerou um caos no trânsito da cidade, porém, mostrou a força do Réveillon do município, que consagra-se como o mais importante de Santa Catarina.

Segundo dados da hotelaria de Balneário Camboriú, a ocupação alcançou 100% e a procura por hospedagem continuou até a madrugada do primeiro dia do ano. Muitas pessoas que vieram para a cidade somente para o dia 31, ficaram em seus carros.

Show de drones foi aprovado, assim como fogos

O ‘ponto’ dos drones (Foto Jean Emiliano)

O show de drones na altura da Rua 3.500 foi possível ver a 1,5km para cada lado, porém, as imagens apareciam de forma lateral e não ficaram 100% claras – inclusive muitos turistas reclamaram disso, mas a prefeitura havia divulgado que quem quisesse ver claramente as imagens (como uma pomba da paz, camelo, e até a Ilha das Cabras) deveria estar na 3.500. 

- Publicidade -
(Divulgação/PMBC)

Outra coisa que chamou a atenção foram duas frases feitas, ambas do governo de Fabrício Oliveira – ‘Balneário Camboriú, a cidade que abraça você’ (referência ao programa Abraço, a última exibida) e ainda ‘BC é a nossa praia’ – porém, nessa última, a palavra nossa foi escrita de forma errada, com um acento equivocado (nóssa). Quem viu os drones de perto, aprovou o espetáculo.

(Divulgação/PMBC)

O show de fogos foi muito bonito, iniciando logo após os drones (com a contagem regressiva na roda gigante), com duração de 15 minutos.

(Divulgação/PMBC)

Somados drones e fogos, Balneário Camboriú ofereceu 25 minutos de show de luzes e cores na virada do ano.

Falta de vagas gerou valores absurdos nos estacionamentos privados

A falta de estacionamento em Balneário Camboriú, com muitos motoristas optando por estacionar em locais indevidos, em cima de calçadas, em frente de garagens e até mesmo criando vagas para estacionarem (há um vídeo nas redes sociais onde um morador denuncia o motorista que pintou uma vaga para deixar o carro estacionado).

Motoristas que estacionaram na Estrada da Rainha foram penalizados (Foto 12BPM)

A Estrada da Rainha também foi ‘invadida’ por muitos motoristas, que tiveram seus carros guinchados e/ou multados. Além disso, houve relatos de estacionamentos privados cobrando até R$ 350,00 para deixar o carro para ver os fogos, ou seja, uma hora.

Caos pós-Réveillon

Caos do Réveillon fez com que motoristas optassem por estacionar até em cima de calçadas, como aconteceu na Rua 2500 e tantas outras (Foto Renata Rutes)

O público em Balneário Camboriú neste Réveillon foi visivelmente maior do que nos últimos anos. A chuva logo após o show de fogos espantou muitas pessoas, que em debandada tentavam sair da Atlântica, causando tumulto – não só entre pedestres, mas também no trânsito – com muitos relatos informando que para cruzar a cidade levaram ao menos quatro horas. 

A prefeitura da cidade emitiu uma nota culpando a Arteris Litoral Sul e o DNIT, salientando que ao longo de 2023 foram feitas tratativas para melhoria  do fluxo da BR-101, mas que a inércia refletiu no grande congestionamento na noite de Réveillon.

- Publicidade -

A prefeitura, através da BC Trânsito, salientou que o alto volume de veículos na BR-101, em ambos os sentidos, prejudicou o fluxo de saída de Balneário Camboriú, causando trânsito pelas principais vias – até mesmo nos bairros, como no Nações. 

A reportagem do Página 3 vivenciou isso na volta do Centro para o Bairro das Nações, já por volta de 7h de 01/01, levando uma hora para chegar até o Nações.

CCO – 142 atendimentos nas 24h do Ano Novo

(Divulgação/PMBC)

O Centro de Controle Operacional (CCO), instalado na Praia Central, na altura do Calçadão, foi o principal ponto de apoio na Virada do Ano, para ocorrências relacionadas à segurança pública, saúde, inclusão social, trânsito e fiscalização de posturas.

Durante o Réveillon, como conta o secretário de Saúde da cidade, Omar Tomalih, houve reforço na equipe, com médico, enfermeiro, técnico em enfermagem e cirurgião dentista. 

“Foi perfeito, desde o início, ainda nas primeiras horas do dia 31/12, realizamos 142 atendimentos nas 24h da Virada, mas apenas cinco casos mais graves que exigiram transferência para a UPA do Bairro das Nações, além ainda de 12 suturas em ferimentos causados, por exemplo, por garrafas de vidro”, diz. 

Segundo Omar, os principais atendimentos foram de pessoas que exageraram no álcool.

Secretário Omar com a equipe da ‘virada’ (Divulgação)

“No geral, foi sensacional, um Réveillon muito seguro. Estávamos bem preparados para isso, as equipes foram treinadas e estão equipadas para termos uma temporada bem segura na saúde. Estamos 24h com atendimentos na saúde, fisioterapeutas também fazendo atendimentos como acupuntura e massagem, o que atrai bastante os turistas”, acrescenta. O CCO funcionará na Praia Central até o final da temporada.

UPA e PA com aumento no número de atendimentos

O secretário apontou ainda que houve aumento no número de atendimento na UPA Nações e no PA do Bairro da Barra, mas ainda não há números totais. 

“O PA e a UPA estiveram cheios, mas nada referente ao Ano Novo e sim pelo excesso de pessoas na cidade, que procuram mais o pronto-socorro, UPA e PA. Com esse aumento de procura, consequentemente aumenta o tempo de espera por atendimento, o que é normal nesta época”, completa, pontuando que casos comuns desta época, como virose, ainda está ‘sob controle’.

287 toneladas de lixo recolhidas

Para fazer a limpeza da praia após o Réveillon, 350 trabalhadores foram chamados pela Secretaria de Obras. O trabalho começou à 1h, com duas equipes: uma de 200 pessoas saindo do Pontal Norte e outra de 150 pessoas saindo da Barra Sul, ambas em direção à Praça Almirante Tamandaré. Além disso, 16 caminhões e 15 máquinas auxiliares, como carregadeiras e retroescavadeiras, foram usadas na limpeza. 

O secretário de Obras de Balneário Camboriú, Osmar de Souza Nunes Filho, o Mazoca, informou ao jornal que a chuva não atrapalhou o trabalho da equipe, mas o problema foi o trânsito. Por causa do caótico fluxo, os caminhões levavam cerca de três horas para chegar na praia. 

“Recolhemos muito material, fizemos pilhas de lixo. Estão levando hoje (terça-feira, 2) para o aterro sanitário. Foram 41 cargas (em 2022/2023 foram 27), 287 toneladas de resíduos”, disse.

Praia imprópria para banho

Praia Central sem balneabilidade também deu o que falar (Foto Luiz Souza)

O problema que Balneário Camboriú vive em sua Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), como alertado inúmeras vezes pelo Página 3 durante o ano, refletiu na balneabilidade da Praia Central novamente, a exemplo do ano passado. Segundo o último boletim da balneabilidade, divulgado no final de semana, a praia está 100% imprópria para banho, o que foi notícia nacional e também repercutiu nas redes sociais. 

Mortes na rodoviária viraram notícia nacional

A morte de três jovens e um adolescente de 16 anos, que estavam em uma BMW estacionada na rodoviária de Balneário Camboriú (saiba mais aqui) virou notícia nacional, e segue sendo investigado pela Polícia Civil.

Mais crimes, mas reforço no policiamento

(Divulgação/12BPM)

O 12⁰ BPM  atendeu 400 ocorrências durante as 48 horas dos dias 31/12/23 e 01/01/24, nas cidades de Balneário Camboriú e Camboriú. A ocorrência com mais chamados foi perturbação do trabalho ou sossego alheios: 121 chamados, sendo apenas 21 confirmadas pela polícia. A PM registrou sete furtos ocorrendo prisão do suspeito em dois atendimentos e apenas um registro de roubo.

Durante a noite de 31/01, na orla da Praia Central, os policiais empenhados no policiamento do Réveillon auxiliaram cinco crianças perdidas a reencontrar-se com os pais devido ao grande fluxo de pessoas. Não foram registradas ocorrências de homicídio no período.

Guarda Municipal

A Guarda Municipal atendeu diversas ocorrências durante a noite de Ano Novo – segundo o secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira Junior, somente referente ao trânsito foram mais de mil ligações recebidas.

Boa parte das ocorrências atendidas pela GM foram de perturbação e invasão de terrenos (para fazer estacionamentos). A Guarda ainda recolheu seis caixas de som, registrou quatro furtos (dois de celular e dois de bicicletas) e quatro brigas – segundo Castanheira, em uma das brigas um homem cortou o outro com uma garrafa, mas os dois passam bem.

SAMU

A Central de Regulação do SAMU informou que recebeu 250 solicitações de atendimento entre meia-noite e 7h da manhã de segunda-feira (1), incluindo o caso das quatro pessoas encontradas mortas dentro de um carro na Rodoviária local.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -