- Publicidade -
- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Autor da lei considera importante respeitar o nome de Júlio Tedesco no centro de eventos 

O deputado estadual Vicente Caropreso, autor da lei que deu o nome de Júlio Tedesco ao centro de eventos de Balneário Camboriú, disse ao Página 3 que foi correta a iniciativa do advogado Carlos Renato Portes Junior, que apresentou denúncia ao Tribunal de Contas pelo fato do concessionário ter adotado outro nome (Expocentro BC) para aquele equipamento pertencente ao Estado de Santa Catarina.

Caropreso lembrou que a lei denominando de Centro de Eventos Júlio Tedesco é de sua autoria, por ser na época a proposta mais antiga em tramitação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, mas havia outros projetos de deputados propondo a mesma homenagem, ao empresário de Balneário Camboriú que morreu em fevereiro do ano passado devido a complicações decorrentes da Covid-19.

- Publicidade -

“Vamos aguardar o que a justiça vai dizer, o nome de Júlio Tedesco é tão importante que não deve ser motivo de confusão ou pendengas, queremos que o centro de eventos tenha efeito social na região e, lógico, que o nome seja lembrado, não pode uma coisa bonita se transformar num negócio estapafúrdio” destacou o deputado.

Devido a problemas com a habilitação do concessionário, a concessão está sob monitoramento, pelos próximos anos, do Tribunal de Contas do Estado, e por isso o advogado Carlos Renato Portes Junior se dirigiu àquela corte de contas, para pedir administrativamente que seja respeitada a Lei Estadual Nº 18.212, que denominou o Centro de Eventos de Balneário Camboriú como Centro de Eventos Júlio Tedesco.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: