- Publicidade -
24 C
Balneário Camboriú

Bombeiros e vereadora Juliana Pavan tentam prorrogar o TCU para terreno da base da região sul

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

O 13º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM) de Balneário Camboriú, com apoio da vereadora Juliana Pavan, está tentando prorrogar o Termo de Concessão de Uso (TCU) para a base avançada que seria instalada no Bairro São Judas Tadeu. O projeto tramita desde 2013 e tem uma área reservada para a construção, que deveria ter iniciado em 2015 e nunca saiu do papel.

O batalhão do Corpo de Bombeiros de Balneário fica na Avenida das Flores, no Bairro dos Estados, a cerca de 6,4 km do local onde seria instalada a base, uma área com 1.000 m², parte integrante de outra maior medindo 2.602,61m², localizada no Loteamento Luiz Carlos Prestes, na Rua Maria Mansotto.

A vereadora Juliana abordou o assunto em fevereiro [relembre aqui], e novamente o tema voltou a ser citado porque o TCU por parte da prefeitura venceu em 17 de julho.

Agora, Juliana e o comando do Corpo de Bombeiros de Balneário pedem a prorrogação por mais um ano [o prazo para início da obra] e de sua conclusão para mais dois anos.

- Publicidade -

Segundo a vereadora, já tem o dinheiro definido para essa obra no Plano Plurianual (PPA) e na lei orçamentária anual (LOA) do Governo do Estado no valor de R$ 800 mil.

Na última semana, Juliana pediu urgência na tratativa da prorrogação do TCU na Câmara, mas os vereadores da base mais uma vez entenderam que isso não deveria partir da vereadora.

“Eu alertei o poder público em fevereiro, mesmo assim o TCU venceu em julho. Já tem o dinheiro reservado para isso, mas agora Balneário precisa liberar o terreno, que foi doado no governo do prefeito Edson Renato Dias. Seria fundamental essa base para a região, que hoje conta com mais de 20 mil moradores, além dos turistas e do movimento de visitantes quando o Centro de Eventos abrir”, explica Juliana.

- Publicidade -

O Comandante do Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú, José Ananias Carneiro, diz que a base da região sul seria importante, já que é um local de grande movimentação e no verão é difícil chegar até lá.

“O projeto é uma demanda da comunidade de tempos atrás. Quando conseguimos a verba e entramos na prefeitura com o projeto, veio a pandemia e precisamos segurar. Tentamos novamente no fim de 2020, protocolamos na prefeitura, mas pediram que segurássemos, porque havia aumentado o preço de materiais de construção, e aí veio julho e o TCU expirou”, conta.

Prefeito prometeu analisar

Ananias esteve na segunda-feira (20) com o prefeito Fabrício Oliveira e pediu que ele analisasse a prorrogação do TCU.

“O prefeito foi solícito, a prefeitura é parceira, não temos o que reclamar. Ele disse que iria analisar a possibilidade nas próximas semanas e que vai nos informar sobre a conclusão. Vamos aguardar, acreditamos que dará certo”, acrescenta.

Indicação de piscina na área da base

A vereadora Juliana Pavan também fez a Indicação 2664, no último dia 16, para o prefeito ceder espaço físico para a construção de uma piscina coberta, aquecida e semiolímpica para compor a área da base sul dos Bombeiros ou, ainda, na base central. A piscina poderia ser um local para treinos e até mesmo utilizada pela Secretaria de Saúde e pelos atletas e paratletas da cidade, pois também existe dinheiro no Governo do Estado no PPA.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -