- Publicidade -
21.7 C
Balneário Camboriú

Canchas de bocha continuam na orla da Balneário Camboriú pelo menos até o final do verão

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A retirada de postes e equipamentos utilizados para atividades esportivas na praia central de Balneário Camboriú que a prefeitura começou a fazer esta semana, por causa da obra de alargamento, não afetará as canchas de bocha. 

A Fundação Municipal de Esportes definiu que elas continuam na praia central pelo menos até o final do verão. Na quarta-feira (22) a Secretaria de Obras começou a retirar equipamentos para atividades de Vôlei, Beach Soccer, Beach Tennis e Futevôlei. 

O superintendente da Fundação de Esportes de Balneário Camboriú, Osmar de Miranda, explica que a retirada dos equipamentos está acontecendo para não serem danificados durante a obra.

“Nesse momento as canchas, que hoje, ativas, são 10, continuam. Mas com o pós-alargamento e a revitalização da Avenida Atlântica elas terão que sair. O que combinamos com a associação responsável, que conta com cerca de 600 envolvidos, é que elas vão retornar no projeto de reestruturação da Atlântica, em mesmo número, mas em formato mais confortável”, diz. 

- Publicidade -

Segundo Miranda, os frequentadores das canchas são bem ativos e organizados, e que são eles mesmos que cuidam dos equipamentos, por isso estão sendo ouvidos durante a elaboração do projeto.

“Esperamos que a areia, que está se aproximando da calçada, não atrapalhe as canchas, mas vamos monitorar e, se algo acontecer, aí vamos precisar paralisar e retirar, mas a princípio continuam até o fim do verão, até abrir a licitação da reestruturação da Avenida Atlântica”, acrescenta.  

Regulamentação da prática esportiva 

O superintendente aproveitou para contar que a FMEBC está terminando de elaborar o Projeto de Lei que vai regulamentar as regras e horários da prática esportiva na praia. 

- Publicidade -

“Estamos finalizando e semana que vem já deverá estar indo para a Câmara de Vereadores, basicamente vamos seguir a Legislação Ambiental e a Secretaria de Patrimônio da União (SPU), pois já existe uma regra quanto a isso que cita, por exemplo, que não pode deixar rede montada, etc., mas ainda não temos regulamentação municipal e vamos providenciar isso”, pontua.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -