- Publicidade -
- Publicidade -
26.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Comissão do transporte público quer fazer audiência pública em novembro

O relatório final da comissão deve ser entregue antes do recesso de fim de ano da Câmara

A Comissão Parlamentar Especial de acompanhamento do transporte público de Balneário Camboriú fez a sua primeira reunião oficial na segunda-feira (3), quando discutiram o calendário de trabalhos e definiram as oitivas. 

Os vereadores integrantes da comissão Eduardo Zanatta, Chaves Júnior, Nelson Oliveira, Marcelo Achutti (antes representado pela Delegada Magali, que estava como suplente) e André Meirinho definiram também que uma audiência pública para debater o tema com a comunidade será realizada em novembro.

Oitivas iniciam quinta

O presidente da comissão, Eduardo Zanatta, salientou que durante a reunião definiram o calendário dos trabalhos – o grupo tem 90 dias corridos para entregar o relatório final e assumiu o compromisso de entregá-lo antes do recesso de fim de ano (que inicia em 23 de dezembro). 

- Publicidade -

A ideia dos vereadores é entregar o documento na semana de 12 de dezembro. 

“Definimos isso e também as oitivas que vamos fazer. Inclusive começa nesta quinta-feira (6), quando vamos ouvir o diretor da BC Trânsito sobre a atual situação do transporte. A concessionária PGTur (BC Coletivo) também será convocada, além de pesquisadores e especialistas em transporte coletivo”, antecipa.

Audiência pública

A comissão também deixou pré-agendada audiência pública para discutir o tema com a comunidade, que provavelmente acontecerá em novembro. 

“Só não tem data certa ainda. A principal função da comissão é atuar como elo entre as conversas da prefeitura com a empresa que é a responsável pelo serviço, porque essa empresa assumiu um contrato e já conheciam as regras e agora estão chegando informações desencontradas de que existe a possibilidade de alterar o contrato para efetivamente desempenhar o serviço, e vamos questionar porque ainda não fizeram isso”, acrescenta.

Apoio financeiro da prefeitura

O vereador lembra que também pretendem questionar a prefeitura sobre de onde viria o recurso para financiar o transporte coletivo. Eduardo afirma que é a favor disso. “Concordo que deve haver esse apoio. Em outros lugares do mundo praticamente é o poder público que financia o transporte de qualidade para a população. Temos que fazer esse debate, porém a empresa sabia que não teria esse apoio quando optou por assumir o contrato. E outro ponto é que precisamos ter um transporte de qualidade, com linhas exclusivas, para atender toda a comunidade, para garantir que chegará no horário certo e valer a pena usar o ônibus, porque hoje entendo os moradores que dizem que não vale”, comenta.

Estudantes também pedem linha

Outro ponto que os vereadores estariam sendo bastante questionados é sobre as linhas da BC Coletivo, a exemplo da noturna para atender os estudantes, que teria sido descontinuada. 

“Quando a empresa começou foi incrível porque tinha uma linha noturna exclusiva para as universidades, depois a reduziram e hoje não existe mais. Dizem que não tem demanda, mas mesmo que existam dois estudantes que precisam desse transporte, tem que ter a linha. Sei que precisam ter lucro e aí entra o suporte da prefeitura, porque não podemos deixar de oferecer transporte público para todos”, pontua.

- Publicidade -

Transporte regional também

O presidente da comissão salienta que, apesar de não ser o foco, também é necessário discutir o transporte coletivo. Ele conta que recebeu muitas reclamações porque no domingo de eleição (2/10) não houve Praiana, que faz o transporte coletivo da região de Balneário, e por isso muitos eleitores não teriam conseguido votar. Pensando nisso, ele já fez uma indicação pedindo que no 2º turno, 30 de outubro, o transporte coletivo atue normalmente, já que há pessoas que, por exemplo, residem em Itajaí, Itapema ou Camboriú e votam em Balneário ou vice-versa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -