- Publicidade -
25.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Fabrício quer endividar a cidade em mais R$ 350 milhões para reurbanizar a praia central

A Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério da Economia autorizou, na semana passada, projetos na região a serem financiados por bancos multilaterais, dentre eles a reurbanização da praia central de Balneário Camboriú, com a quantia de US$ 60 milhões (R$ 350 milhões).

Se concretizado o financiamento, Balneário Camboriú que há décadas possui uma situação econômica estável se tornará uma cidade fortemente endividada, por obra do prefeito Fabrício Oliveira.

O alargamento da praia central já foi feito com dinheiro emprestado e não com recursos próprios.

Investir tanto dinheiro na reurbanização da praia central é questionável, porque a cidade precisa, urgentemente, ampliar seu tratamento de esgoto e a reservação de água bruta.

É forte a desconfiança em setores políticos, que além de endividar a cidade como nunca em sua história, Fabrício ainda quer privatizar ou terceirizar a Emasa, a autarquia de saneamento.

A aprovação pelo Cofiex é uma etapa da burocracia que depende de aprovação legislativa, projetos e concordância dos bancos.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -