- Publicidade -
29 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Moradores reclamam de barulho e autoridades não dão conta dos abusos

Reclamações de moradores incomodados com a perturbação do sossego continuam chegando à redação. No sábado o jornal publicou que diversos moradores do Centro denunciaram o barulho provocado por frequentadores da “conveniência” Ice Beer 951 (relembre aqui: https://pagina3.com.br/cidade/moradores-acusam-gestao-fabricio-de-conivencia-com-esculhambacao-causada-por-bar-na-rua-951/).

Durante o final de semana, o jornal recebeu novas reclamações com o mesmo problema. Todos alegam que já denunciaram aos órgãos responsáveis, mas que não houve solução.

É a ocorrência mais frequente

No final de outubro, a Polícia Militar de Balneário Camboriú lançou a campanha ‘50 minutos’ (tempo médio que equipes de policiais levam para atender esse tipo de ocorrência) com o objetivo de conscientizar a comunidade e estabelecimentos a respeitarem seus vizinhos, já que a ocorrência mais atendida na cidade é de perturbação do sossego alheio (gritaria ou algazarra, som alto, latidos de cachorros, etc.), também conhecida como ‘confusão entre vizinhos’, na maioria dos casos.

Segundo dados da PM, mensalmente são atendidas uma média de quase 500 ocorrências nesse sentido pela cidade.

As novas reclamações

- Publicidade -

Tabacaria na 2.438

Uma moradora da Rua 2.400 procurou a reportagem do jornal para denunciar a D’Gold Lounge & Tabacaria, que fica na Rua 2.438.

“Vi a reportagem sobre a Rua 951, e temos o mesmo problema aqui com D’Gold. Já foram feitas várias denúncias, inclusive para o prefeito Fabrício, sem resultados. Estamos na justiça”, contou.

- Publicidade -

O problema já vem se arrastando há vários meses, informou a leitora, salientando que o local segue aberto até por volta de 5h, incomodando a vizinhança com o barulho.
“Isso tudo com licença de funcionamento. Está terrível, ninguém consegue dormir nas imediações. Muitas brigas, urina, baile funk”, acrescentou.

No Bairro dos Estados também

Um morador do Bairro dos Estados também denunciou ao Página 3 que na Rua São Paulo vivem um problema parecido com a casa noturna Solares.

“Minha reclamação consiste sobre a mesma, barulho de som a noite toda, clientes da casa após o fechamento fazem rachas de som automotivo, gritaria, cantoria, quebram as coisas, riscam carros da vizinhança, quebram portões, flanelinha contratado pela casa faz cobrança de estacionamento em vias pública e em espaço público, anda na sua bicicleta a noite toda buzinando pela vizinhança, clientes urinam pelos muros das casas. Carros estacionados sobre calçada para pedestre, algo completamente sem respeito. Normalmente a casa funciona até 2h, mas tem evento que se estende até às 4h”, disse.

O morador relatou que costumam ligar para denunciar para a Guarda Municipal e Polícia Militar, mas que não conseguem resolver a situação.

“Denunciamos tanto pelo som da casa e pela ‘baderna’ dos clientes, mas sem sucesso. Nenhuma das duas autoridades comparecem ao local, foi ligado também para Agentes de Trânsito com a denúncia de carros estacionados em frente a garagens e calçadas e os mesmos não compareceram”, informou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -