- Publicidade -
- Publicidade -
13.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Praia Acessível: mais de 200 atendimentos e muitos pedidos para funcionar o ano todo

O projeto Praia Acessível que a Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) vem realizando nas últimas temporadas, para oferecer banhos de mar a moradores e turistas com locomoção reduzida, deficiência física, intelectual ou auditiva, registrou mais de 200 atendimentos neste verão. 

Fabiana, Ezequiel, Jennifer, Fabiano e Tiago e o guarda vidas Cristiano (Divulgação/Afadefi/FMEBC)

O programa começou dia 15 de dezembro e terminou no último dia de fevereiro, organizado pela FMEBC em parceria com a Associação de Apoio às Famílias de Deficientes Físicos (AFADEFI) e Corpo de Bombeiros.

A estrutura do Praia Acessível foi montada na Barra Sul, contando com uma passarela de madeira e cadeiras adaptáveis para o banho de mar.

- Publicidade -

A coordenadora do programa, Fabiana Jeziorski, disse que o programa foi um sucesso e chamou atenção o número de pedidos para que ele se tornasse permanente. “Tivemos 201 atendimentos assinados, porém tivemos muito mais, porque em alguns momentos não dava tempo de pegar assinaturas, recebemos muitos depoimentos aprovando o programa e muitos pedidos para que o projeto permanecesse durante o ano inteiro”, disse Fabiana.

Fabiana, Brenda e Beatriz (Divulgação/Afadefi/FMEBC)

Segundo a coordenadora, muitos turistas relataram que pesquisaram sobre o projeto e escolheram passar as férias em Balneário Camboriú justamente para aproveitar esta oportunidade.

“Todos que por lá passaram, tanto moradores quanto turistas, se admiraram pela acessibilidade que tinha com a passarela até a água e que também levava até o chuveiro e banheiros adaptados”, relatou Fabiana.

Outro aspecto que ela destacou foi a segurança dos usuários para chegar até o banho de mar.

“Gostaram muito do atendimento, pois tinham a segurança de dois monitores e mais um guarda vidas com atenção absoluta, levavam até o mar com a cadeira anfíbia e o colete salva vidas e, dependendo da situação, podiam sair da cadeira e ficar só com o colete, mas sempre acompanhados. Por tudo isso, acreditamos que o projeto foi um sucesso devido a capacitação e experiência dos monitores e coordenadora em pessoas com deficiência física e baixa mobilidade”, afirmou Fabiana, que atua no departamento financeiro da Afadefi.

Depoimentos

Fabiana recebeu muitos depoimentos de que passou pelo programa, ela destacou alguns.

Atendimento ótimo, pessoal muito prestativo, atenciosos com o cadeirante, muito ótimo, parabéns a todos.

Moisés Batista Pereira ( Curitiba)

Muito bom, um trabalho admirável que pode ter o ano inteiro.

Elisete Pepper (Balneário Camboriú)

Realização de sonho, Deus abençoe.

Davi Morais e Pedro de Toledo (São Paulo)

Projeto maravilhoso, permite que todos possam aproveitar.

Vitória Oliveira da Silva (Itapema)

Projeto excelente! Tem que permanecer, as pessoas precisam muito!

Neymar Machado (Camboriú)

Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -