- Publicidade -
27.7 C
Balneário Camboriú

Reunião aberta à comunidade vai discutir obra do alargamento da praia no Pontal Norte

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

As mudanças na praia central devido ao alargamento da faixa de areia, que avança em direção ao Pontal Norte, point de surf em Balneário Camboriú será o ponto principal da reunião marcada para a próxima segunda-feira (25), às 19h, no Hotel Marambaia. O evento contará com participação de representantes do Consórcio DTA Engenharia/Jan de Nul (responsável pela obra) e prefeitura.

Ideia é discutir impactos na praia

O biólogo e surfista Luis Renato Angelis é um dos organizadores da reunião. Ele conta que solicitou à prefeitura e ao consórcio responsável pela obra que o encontro acontecesse há um mês, pois acompanha o alargamento desde o início e percebeu que a mudança que a praia central passa pode ser ‘bem drástica’. 

“Como surfista, me preocupo com o impacto que surfistas e banhistas que frequentam a praia podem sentir, considerando os avistamentos de tubarões, a questão das conchas, detalhes que vão mostrando a modificação do ambiente e das características da praia. Por isso, solicitei a reunião, ainda mais considerando que a obra passou da praça Almirante Tamandaré, onde o mar fica mais agitado. Todos foram muito solícitos – bombeiros, prefeitura, o consórcio”, diz. 

Projeto Save organiza a reunião

Uma das principais dúvidas dos surfistas é, segundo Renato, como vão ficar as correntes de retorno. 

- Publicidade -

Eles também querem saber se terão que ficar um tempo sem surfar ou não (por conta da obra). 

“O objetivo é ter as informações corretas e assim também não atrapalharmos as obras. A ideia principal é envolver a comunidade, é aberta a todos e é importante também porque será a primeira reunião com a participação da nova gestão da Associação de Moradores do Bairro dos Pioneiros (AMPI). E essa é também a primeira vez que faremos uma ação em que o projeto Save é o organizador. É um grupo que nasceu na pandemia com reuniões online. São praticantes de esporte no mar e que possuem ligação com  a questão ambiental. Temos representantes na Austrália, Nova Zelândia, Havaí, Peru, Chile e Brasil”, conta.

Rio Marambaia também

Renato também é um dos principais envolvidos com a causa do Rio Marambaia, e desde 2017 integra grupos que discutem a problemática. 

- Publicidade -

“Sempre gostamos de tratar sobre esse assunto quando temos chance; antes da pandemia nos reuníamos com frequência com a prefeitura, e agora estamos esperando uma reunião com a EMASA para saber como andam os projetos sobre o rio. A limpeza do Rio Marambaia está diretamente relacionada à praia, à limpeza da água, condição de banho para banhistas e surfistas”, acrescenta.

AMPI participará

O novo presidente da AMPI é Cesar Rafael Sedrez Gonzaga, mais conhecido como Gonzaga, ele salienta que a principal bandeira da associação é o Rio Marambaia, e que por isso acha muito importante a reunião sobre o alargamento da faixa de areia.

“Achei certo reunir as pessoas corretas e discutir diretamente com a prefeitura e com o consórcio. Será excelente ter as informações corretas. Balneário é uma cidade turística, as pessoas vêm visitar, mas às vezes saem notícias e comentários em grupos e redes sociais que exigem cuidados, porque são achismos que podem render problemas, a exemplo da história do tubarão. Balneário precisa de propaganda por ser maravilhosa, o que ela é mesmo, e a obra do alargamento é positiva nesse aspecto”, afirma.

Porém, Cesar vê que vão acontecer mudanças, como nas correntes marítimas que passam pela cidade. 

“Mas o alargamento tende a ser positivo, sim. Espero que nos tragam informações precisas, para apaziguar a ansiedade do pessoal, é interessante podermos tirar as nossas dúvidas e saber o que está sendo feito. É incontestável que a empresa está fazendo um bom trabalho, que sabem o que fazem”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -