- Publicidade -
- Publicidade -
23.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vereador denuncia três obras que ocupam passeio público: Planejamento se pronuncia

O vereador Marcelo Achutti está denunciando três obras que estão ocupando calçadas pela cidade, a exemplo do que aconteceu no início de novembro, quando uma construtora fez seu canteiro de obras em cima do passeio público, na Rua Peru, no Bairro das Nações (relembre aqui).

A ‘casinha’ na rua 201 (Foto Marcelo Achutti)

Achutti disse ao Página 3 que os três pontos (Rua 201, no Centro; Rua Bruno Silva, no Pioneiros; e na Av. Brasil, em frente ao antigo mercado Dubom), estavam ocupados pelas construtoras nesta terça-feira (29), duas que de fato obstruíram a calçada com construção e outra que cercou com uma faixa, impedindo a passagem de pedestres. 

As fotos que ilustram esta matéria foram registradas pelo próprio vereador. 

- Publicidade -

“Acredito que a prefeitura tem que fiscalizar. A construção civil é importante para a cidade, mas não podemos deixar que usem a calçada como canteiro de obras. Estou fazendo um pedido de informação para saber se estão dando autorização para isso, porque todos os ‘puxadinhos’ estão seguindo um ‘padrão’, mas não quero acreditar que alguém está dando autorização para isso”, disse.

A obra na avenida Brasil (Foto Marcelo Achutti)

O vereador pontuou ainda que o Plano Diretor proíbe o uso de calçadas como canteiro de obras e que não existe autorização para isso. “Moradores me repassaram e eu fui até esses três locais para checar, e de fato as calçadas estavam obstruídas. Após a matéria publicada pelo Página 3, em 9 de novembro, passei a receber denúncias diárias de obras irregulares, mas essas três de hoje (terça, 29/11) me chamaram atenção e são inaceitáveis”, afirmou.

O que diz o secretário de Planejamento Urbano

O jornal procurou o secretário de Planejamento Urbano de Balneário Camboriú, Fabiano Mello, que disse estar ciente de dois dos três casos – Rua 201 e Av. Brasil.

No caso envolvendo a Rua 201, ele disse que trata-se de um elevador de carga da obra, e que a construtora não teria outro local para instalar. “Nesse caso, desvia o passeio pela área de estacionamento da rua com piso elevado e guarda corpo de proteção para os pedestres. Fomos lá na sexta-feira (25), e demos prazo para correção. Já no caso da Av. Brasil, a situação é temporária, para instalação da bandeja de segurança. O isolamento foi feito para não correr risco de queda de materiais durante a instalação”, explicou.

Sobre a obra da Rua Bruno Silva, o secretário disse que iria encaminhar para a Fiscalização de Posturas checar, prometendo que a situação irregular seria averiguada.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -