- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú

Novo bilhete à estimada Sra. Luiza Trajano e ao distinto Sr. Altair Silvestre (da Intelbras)

Estimada Sra. e distinto Sr., escrevo para atualizá-los sobre as providências das empresas que os Srs. dirigem, em relação ao meu bilhete anterior, onde reclamei de detectores de incêndio Intelbrás adquiridos no Magazine Luiza, que me deixaram insatisfeito.

No começo desta semana, uma colaboradora do Magazine Luiza, Ana Cláudia, supervisora de atendimento, entrou em contato, propondo a troca dos detectores de incêndio por outros produtos, com o que concordei e agradeci.

Por sua vez, a Intelbrás, após contato do gerente Kledir, enviou o Gabriel e um engenheiro, da fábrica em São José/SC, para verificarem o ambiente em que os detectores de incêndio estavam instalados, tentando apurar o motivo deles dispararem sozinhos.

Constataram que a causa do defeito não está no ambiente e me brindaram com detectores de outra linha, mais sofisticada.

Também foram corteses e  me presentearam com um detector de gás, equipamento que será útil porque tenho uma segunda cozinha em outra área da casa, menos frequentada.

Todos esses detectores, além de possuírem alerta sonoro, se comunicam com uma pequena central que envia para o celular do cliente um alerta de emergência.

Fiquei muito satisfeito com o atendimento, Sra. diretora e Sr. diretor, mas tomo a liberdade de expor, a ambos, que a diferença de agora, para a situação anterior, foi o contato humano, poder falar com alguém que escute e busque solução para a necessidade do cliente.

Acredito que, em especial a estimada Sra. Luiza Trajano, talvez lembre com saudade da época em que o comércio era presencial e muitas vezes balconistas e clientes se conheciam e se tratavam pelo nome.   

O mundo acelerou, modernizou mas me permitam opinar que as centrais de atendimento que devolvem respostas automáticas, robotizadas, incapazes de tratarem situações mais complexas, não são a melhor política de relacionamento com a clientela, apenas as mais baratas em curto prazo.

Despeço-me cordialmente, desejando a ambos muito sucesso e convidando-os a visitarem Balneário Camboriú, pois aqui é bom, vocês irão gostar e serão muito recebidos por nossa população.

Waldemar

- Publicidade -
Waldemar Cezar Neto
Waldemar Cezar Neto
O autor é jornalista
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -