- Publicidade -
- Publicidade -
16.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Economia na Semana

Chegadas e partidas 

Nas estatísticas sobre a movimentação nos aeroportos de SC no ano passado, 7,3 milhões de passageiros, um dado se sobressai: pelo Floripa Airport, principal porta de entrada do Estado, foram 391,9 mil passageiros em voos internacionais contra 161,1 mil de 2022. O moderno e elogiado terminal da Ilha de SC segue sendo o mais movimentado do Estado, com 3,9 milhões de passageiros, seguido por Navegantes com 2,2 milhões. Chapecó com 600 mil, Joinville com 436 mil, Jaguaruna com 133 mil e Correia Pinto com 25 mil. 

Sinop (MT)

- Publicidade -

A cidade de Sinop, no Estado do Mato Grosso, está sendo chamada da nova Texas pela Revista Inglesa The Economist, o principal veículo de imprensa de economia do planeta. Sinop liderou o crescimento do município, está sendo arrastada pelo investimento de novos empresários nos ramos de soja, milho, algodão e gado. O crescimento é de 4,7% ao ano. Está sendo considerado o novo potencial de crescimento no Brasil. O crescimento está sendo transferido para o Centro do país. Perspectivas de mais 20 milhões de hectares para os próximos anos. A cidade toda respira crescimento. O próprio governo já está de olho na região, com a construção da Ferro-Grãos, ferrovia que levará a riqueza da região para os mercados externos. Uma nova realidade de crescimento. O que o Brasil ainda não viu, a maior e mais importante revista de Economia do mundo, viu. 

Praia engordada 

A ampliação da faixa de areia nas praias do litoral brasileiro agora virou competição entre prefeituras. Matinhos, no Paraná, acaba de depositar 3,2 milhões de m3 em suas praias a um custo de R$ 314,9 milhões, bancado pelo governo estadual. Sobre isso, em 6,3 quilômetros de extensão, construirá novas calçadas, ciclovias e complexos para esportes e lazer. O volume do movimento em Balneário Camboriú, até então recorde nacional, foi de 2,7 milhões de m3 e R$ 66,6 milhões de custo. 

Sem agrotóxicos 

A comemoração do Dia do Combate da Poluição por Agrotóxico, teve um significado. Na última semana de 2023 o governo brasileiro restringiu o uso do fipronil, um inseticida que está sendo proibido em vários países por ser o vilão das abelhas. Nos últimos anos ele causou a morte de milhões de abelhas, da noite para o dia em SC, noutros Estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. 

Fischer: 58 anos 

No mês que celebra 58 anos, acionistas, diretores e todos os funcionários da Fischer se reuniram para as boas vindas no retorno das férias coletivas. Na ocasião, os Diretores apresentaram a história da empresa, seus valores e pilares, bem como os objetivos para o futuro da empresa. O presidente Ingo Fischer e os demais fundadores agradeceram a cada um dos trabalhadores que já passaram pela Fischer e os atuais, que com dedicação, trabalho e paixão ajudaram a construir a empresa. 

- Publicidade -

Festa Pomerana 

Iniciou dia 10, a 39ª Festa Pomerana, festividade criada em 1984 para celebrar o aniversário do município de Pomerode relembrando os hábitos e os costumes dos seus antepassados. Neste ano, a comemoração está mais especial com os 65 anos da emancipação de Pomerode e o bicentenário da imigração alemã no Brasil, que tem forte presença nesse cantinho do país até hoje. O evento acontece até 21 de janeiro. 

Veolia divulga vagas

A empresa responsável pela coleta de resíduos em Brusque, Veolia, está com mais de 30 vagas de empregos em aberto. Para participar do processo de seleção, os currículos podem ser entregues pessoalmente na filial da empresa, situada na rua Joaquim Zucco nº 200 ou enviá-lo por e-mail. As vagas são para motoristas e coletores. Ao todo, são 13 vagas para motoristas e 18 para coletores. 

Movimentação de cargas 

A movimentação de cargas nos portos de Santa Catarina deve superar a marca de 61,6 milhões de toneladas em 2023. O total representa um crescimento de 11,4% em relação a 2022. Os dados levantados pela Gerência de Portos, da Secretaria de Portos, Aeroportos e Ferrovias reúnem informações fornecidas pelos portos catarinenses. Com a estimativa nacional de 1,2 bilhões de toneladas, o estado representa 4,76% da movimentação brasileira, contra 4,5% em relação ao ano anterior. 

Poupança em queda 

Pelo terceiro ano seguido, o saldo das cadernetas de poupança caiu, com o registro de mais saques do que depósitos em 2023, em um cenário de juros e endividamento ainda altos no país. No ano passado, as saídas superaram as entradas em R$ 87,82 bilhões, de acordo com relatório divulgado pelo Banco Central. Em 2023, foram aplicados R$ 3,83 trilhões, contra saques de R$ 3,91 trilhões. Apenas os meses de junho, com R$ 2,59 bilhões e dezembro, com R$ 13,77 bilhões, registraram saldo positivo, com mais depósitos do que saques. Nos demais meses do ano, houve saídas líquidas. 

Medida prática 

Ouve-se muitas reclamações de pessoas que não conseguem ter paz nas praias de SC, tal a quantidade de frequentadores que levam potentes caixas de som para as areias e obrigam quem está no entorno a ouvir o que não gosta. Guarujá, famoso balneário do litoral de São Paulo, adotou uma prática simples e eficiente: com ajuda policial, recolher o equipamento e não devolve. 

Intocáveis 

Episódios desses dias aqui em SC e em Brasília fazem lembrar a máxima que diz que “juízes de primeira instância acham que são deuses, desembargadores têm certeza e ministros do STF acima de Deus. A todos, um conselho: calçar as sandálias da humildade. 

Frequência 

A rota Navegantes – Ezeiza (Buenos Aires) tem 176 assentos à disposição, proporcionando uma experiência de viagem confortável e segura aos passageiros. Durante o período de 3 de janeiro a 17 de fevereiro, a Gol vai operar cinco voos por semana entre as cidades, oferecendo flexibilidade aos passageiros na programação de suas viagens. Já entre 18 de fevereiro até 30 de março, a rota manterá três frequências  semanais em ambos os sentidos, garantindo uma opção constante para aqueles que desejam explorar o que há de melhor nos dois países. 

Popularidade invejável 

O governador de SC é o quarto mandatário estadual com a melhor avaliação do Brasil, conforme pesquisa Atlas feita de 18 a 31 de dezembro do ano passado e divulgada no portal da revista Veja. Ele tem invejáveis 65% de aprovação, contra 20% de desaprovação e 15% que não sabem. Acima dele estão os governadores de Goiás, Ronaldo Caiado, com 72%, seguido pelo de Tocantins, Wanderlei Barbosa, com 69% e de Roraima, Antônio Denarium, com 66% e aprovação em seu primeiro ano de mandato. Na região Sul, Ratinho Júnior, do Paraná, está em sexto, e Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, em nono, entre os 10 com maior índice. 

 Poluição 

No quinto relatório de balneabilidade das praias catarinenses, feito pelo Instituto do Meio Ambiente, há um dado desolador: mais da metade está imprópria para banho. Mas nada que impede milhares de turistas de banhar-se em águas tão comprometidas. Aliás, a grande maioria não está nem aí para isso. 

“Saidão” em debate 

As autoridades catarinenses informam que 63 detentos não retornaram as prisões do Estado após a concessão do indulto de Natal e final de ano. A propósito, a Câmara dos Deputados aprovou, em agosto de 2022, o projeto de lei 2.253, que agora está no Senado, para acabar com o benefício. 

Retomada 

Nas primeiras horas do dia 4, o Aeroporto Internacional de Navegantes recebeu os primeiros passageiros da sua nova rota internacional, o Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires. Operada pela Gol, com aeronaves da família 737 da Boeing, esta nova rota promete oferecer uma conexão direta e eficiente entre as duas cidades, atendendo ao crescente interesse de turistas argentinos pelas belezas de Santa Catarina além da capital do Estado. O primeiro voo proveniente de Buenos Aires pousou em Navegantes às 5h09. A mesma aeronave do modelo 737-800 já tinha partido do aeroporto catarinense rumo à capital argentina às 23h20 da noite anterior. Todos os passageiros do voo inaugural foram recepcionados com brindes por representantes da administração do aeroporto e da companhia aérea. 

Produção de veículos 

A produção de veículos caiu 1,9% em 2023 e chegou a 2,36 milhões de unidades. No ano anterior, em 2022, foram produzidas 2,32 milhões de unidades. No mês de dezembro de 2023, a produção foi de 171,6 mil, 15,3% a menos do que novembro do mesmo ano (202,7 mil) e 10,4% a menos que em dezembro de 2022 (191,6 mil). A produção de automóveis comerciais leves foi de 2,2 milhões de unidades em 2023, alta de 1,3% em relação a 2022. As exportações tiveram queda de 16% no ano passado, com 403,9 mil unidades comercializadas no mercado externo. No mesmo período de 2022 esse número foi de 480,9 mil. A queda ocorreu devido à diminuição de vendas em países como Argentina (-16%), Chile (-57%) e Colômbia (-53%). 

Pronegócio 

O ano de 2024 começa com muitas negociações em Brusque, com a 65ª Pronegócio, que acontece de 15 a 18 de janeiro, no pavilhão de Eventos. Realizada pela Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região, em parceria com o Sebrae-SC, a maior rodada de negócios de confecção do país deve reunir 25% a mais de compradores do que a edição de janeiro do ano passado. Os diretores da Ampe fizeram um trabalho de prospecção pelo Brasil todo e a cada ano, essa estratégia tem se intensificado. Nesta edição da rodada, mais de 250 empresas estão confirmadas, o que representa cerca de 600 compradores. O objetivo é uma participação 20% a 25% acima do ano passado. São números excelentes. 

Balança comercial 

Impulsionada pela safra recorde de soja e pela queda das importações, a balança comercial encerrou 2023 com superávit recorde de US$ 98,8 bilhões, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. O resultado representa alta de 60,6% sobre 2022, pelo critério da média diária e é o maior desde o início da série histórica em 1989. No ano passado, as exportações bateram recorde, enquanto as importações recuaram. Em 2023, o Brasil vendeu US$ 339,6 bilhões para o exterior, alta de 1,7% em relação a 2022. As compras do exterior somaram US$ 240,8 bilhões, recuo de 11,7% na mesma comparação. 

Procedimentos cirúrgicos 

A tabela catarinense de procedimentos cirúrgicos e o Programa de Valorização dos Hospitais para o ano de 2024 estão em vigor. Os documentos foram publicados no Diário Oficial do Estado (DOE). As novas resoluções, consolidadas nas reuniões da Comissão Intergestores Bipartite estabelecem as diretrizes para a participação e operacionalização das novas políticas de saúde que começaram a ser implantadas pela Secretaria de Estado da Saúde neste ano. Os investimentos previstos superaram R$ 650 milhões em incentivos para as unidades de saúde parceiras em 2024, um incremento de aproximadamente R$ 170 milhões em comparação com o ano passado. E os recursos destinados às cirurgias eletivas, com base na produção, refletem um compromisso sólido com a melhoria continua do sistema de saúde estadual, atendendo a determinação do atual governo. 

Inflação 

O custo de vida em Florianópolis em todo o ano de 2023 foi de 5,23%, que deve ficar acimada inflação nacional. Nesse anúncio constará um detalhe: a capital catarinense figurará entre as primeiras que registraram maior inflação no ano passado. Não será surpresa se comparecer em primeiro. O que mais subiu foram os transportes (8,1%), artigos de residência (7,2%), educação (6,9%), habitação (6,4%) e saúde e cuidados pessoais (6%). O grupo vestuário foi o único a ter queda (–6.6%). 

Comboio da Ram 

Um comportamento explícito de exibicionismo começou acontecer em Balneário Camboriú há poucos dias, o suficiente para parar o sempre complicado trânsito e levar muita gente a tapar os ouvidos: proprietários daquelas enormes picapes Ram, que custam mais de R$ 500 mil, a maioria agro-boys goianos, resolvem se combinar e desfilar, uma atrás da outra, tipo comboio, por horas e com música alta, o suficiente para se concluir que dinheiro não compra bom gosto. São aplaudidos aqui e vaiados acolá. 

Gansos policiais

Para seus assinantes no mundo inteiro a agência de notícias Reuters mandou uma notícia de SC no final de 2023: a presença de gansos na penitenciária de São Pedro de Alcântara, em entorno de Florianópolis. Eles substituíram seus antecessores caninos nas patrulhas para garantir que os detentos não escapem. Além das aves, há, lógico, a vigilância eletrônica e física, por meio dos policiais penais na muralha. 

Lixo do lixo 

O apelativo programa “A Fazenda”, da Rede Record, finalmente chegou à final, batendo recordes de audiência, a ponto de ficar à frente da Globo, que nesta na última segunda-feira colocou no ar o também lixo do lixo chamado BBB. Saber que dezenas de milhões perdem seu tempo e até pagam para ver aquele festival de horrores, preocupa. Muitos deles provavelmente incluídos entre os 55% de brasileiros que são contra a TV exibir um beijo gay mas se deliciam diante de genitálias expostas em rede nacional, ao vivo e a cores, durante o Carnaval. 

Dano coletivo 

Se não houver uma reação, se consolidará no resto do Brasil a imagem de que os catarinenses são nazistas. Por isso, e bairrismos à parte, merece aplausos a iniciativa do Ministério Público de SC em instaurar procedimento para ver se houve ou não dano moral coletivo contra a sociedade catarinense em artigo da colunista Giovana Madalosso, da FSP, que viu no sobrenome Heil desenhado em telhado de Urubici, ali exibidos por ser de uma imobiliária local, uma saudação de simpatia a Hitler. Em uma linha, cinco dias após a publicação do artigo, o jornal admitiu o erro. 

Venda de veículos 

As vendas de veículos automotores em todo o país cresceram 12,02% em 2023 na comparação com 2022, revela balanço da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No ano passado, foram emplacados 4,1 milhões de unidades contra 3,6 milhões em 2022. Quase todos os segmentos fecharam o ano com alta: automóveis (9,13%), comerciais leves (20,44%), ônibus (12,63%) e motos (16,10%). Apenas o setor de caminhões terminou o ano com baixa de (-16,39%). 

Registro de armas

O registro de armas de fogo para defesa pessoal de cidadãos que vivem no Brasil caiu em 2023. A redução foi de quase 82% em relação ao ano anterior. Segundo dados do Sistema Nacional de Armas, no ano passado foram cadastradas 20,8 mil novas armas de fogo para defesa pessoal, número bem inferior às 111 mil armas que foram contabilizadas em 2022. Segundo a Polícia Federal, esse é o menor número cadastrado de armas de fogo para defesa pessoal desde 2004. As pistolas lideram a lista de armas registradas por civis na PF, com 14,2 mil cadastros feitas em 2023. Em seguida aparecem as espingardas (2,3 mil registros) e os rifles (2.2 mil). 

Contribuição do MEI

O reajuste do salário mínimo para R$ 1.412 a partir de 1º de janeiro de 2024, também alterou o pagamento de impostos à Receita Federal, incluindo a contribuição mensal do Microempreendedor Individual (MEI). Os novos valores começam a valer nos boletos com vencimento em 20 de fevereiro, referentes à competência de janeiro. 

Anvisa cancela registro 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cancelou os registros de 1.266 pomadas sem enxágue, ceras e sprays para modelar, trançar ou fixar os cabelos. A lista completa com os nomes dos produtos e o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) de cada um dos fabricantes foi publicado no Diário Oficial da União no último dia do ano. A lista completa está disponível em https://encurtador.com.br/fhD49.

Tributação de incentivos fiscais 

Já está em vigor a Lei 14.789/23 que altera as regras de tributação de incentivos fiscais para investimentos concedidos por estados no ICMS. A norma foi sancionada sem vetos pelo presidente da República e publicada no Diário Oficial da União. O texto, oriundo da Medida Provisória 1185/23, chamada “MP das subvenções”, estabelece critérios para o abatimento de valores dos benefícios no ICMS da base de cálculo de tributos federais. Somente poderá ser abatido o valor dos incentivos fiscais que forem usados para investimentos, e não despesas de custeio (salários, por exemplo). Com a nova lei, o governo buscar eliminar a isenção de tributos sobre subvenções de custeio, mantendo apenas a possibilidade de creditar fiscalmente subvenções para investimento. 

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -