- Publicidade -
15.9 C
Balneário Camboriú

Maslenitsa

A igreja católica utiliza o calendário gregoriano que é o calendário solar para contagem dos anos, meses, semanas e dias e que tem como base as estações do ano. Já a igreja ortodoxa utiliza o calendário Juliano, por esse motivo que todas as festas cristãs na Rússia atrasam um pouco o Natal e a Páscoa.

Mas, o Carnaval Russo não é uma comemoração oficial da igreja ortodoxa, lá ele se chama Maslenitsa e, como no Brasil, precede a quaresma, ou seja, é de origem pagã, e a igreja adaptou a festa para atender suas próprias necessidades, tornando-a bem maior.

Masla em Russo significa óleo, e essa palavra foi usada para criar o Carnaval daquele povo porque as pessoas comiam muita gordura nas festas. A duração do evento é de uma semana, de segunda-feira a domingo, e os dias tem significados diferentes. 

A segunda-feira é o dia de encontros, as pessoas começam a fazer panquecas e muitas outras delícias da culinária Russa, além de vestirem um espantalho e colocá-lo na praça central, onde ficará até domingo. Terça-feira é dia de diversão, as pessoas vão para a rua brincar, cantar, se relacionar com intensidade, e trocar calorosas emoções de felicidade pelo evento anual tão esperado, além de comer panquecas.

“Onde o amor impera, não há desejo de poder; e onde o poder predomina, há falta de amor. Um é a sobra do outro (Carl Jung).

A quarta feira é o dia de receber os amigos em casa, mostrar seu calor humano em sua residência, e comer panquecas. Na quinta-feira a festa se transforma numa rave, todo mundo na rua cantando e… comendo panquecas.

Na sexta-feira sempre é um pouco diferente para todos. Os genros e as noras, chamam seus sogros e sogras para visitarem suas casas, e adivinhem qual é o cardápio principal?

No sábado, é a vez das esposas convidarem suas cunhadas, para visitarem suas casas, e comer…. você já sabe o quê.

E no domingo, é realizado um momento de reflexão, onde todos pedem desculpas por seus erros cometidos durante o ano que passou, todos se despedem da Maslenitsa, e o pobre espantalho da praça é queimado como uma bruxa na inquisição. Esse também é o momento de celebração da despedida do inverno, onde os dias são mais longos, e as panquecas fazem parte de um símbolo associado ao sol que está por vir. Se alimentando dessa massa, as pessoas têm a sensação de estarem recebendo o calor do sol.

Cícero escreveu sobre a amizade deixando um brilho diferente no texto, intenso como o Carnaval Russo, onde laços verdadeiros equivalem a observar uma versão exemplar de si mesmo no outro. Todos são lembrados e recebidos com respeito, demonstrando a força da amistosa simpatia na recepção sólida e atenta do anfitrião da vez. Bom motivo para comemorar a vida, porque ao final das contas, o que você acha que acontece quando morremos? 

A única certeza, é que as pessoas que nos amam, sentirão a nossa falta.

- Publicidade -
Raul Tartarotti
Engenheiro Biomédico e cronista.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: