- Publicidade -
- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Isadora Krieger recebe Prêmio Catarinense de Literatura

A escritora catarinense Isadora Krieger, que mora em Camboriú, ganhou o Prêmio Catarinense de Literatura 2023, na categoria Poesia, da Academia Catarinense de Letras, com o livro “Tanatografia da Mãe” (Editora da Casa). O livro foi lançado em maio de 2022, e tem como tema central a relação mãe/filha. “A partir daí outros lugares surgiram: a Carta, o enigma, a criança, a casa, a letra, o amor, a falta, a morte, o luto, o Inconcebível, deus”, descreve a autora, que teve com essa experiência, um dos mais importantes processos criativos desde que permitiu que a literatura protagonizasse seus dias. “Foi através deste livro que testemunhei os encontros intensos entre a escrita e a vida, a ponto de em certos momentos não conseguir discerni-las”. No período final de criação, Isadora viveu de maneira muito próxima a morte de sua mãe, Olga, o que a fez resgatar a obra, que já tinha ido para a editora, para escrever o epílogo.

(Foto Isadora Krieger)

“Receber este prêmio aqui em Santa Catarina, estado onde nasci e vivi durante muitos anos com a minha mãe, me deixa especialmente emocionada. Assim que soube do prêmio senti vontade de ligar para ela e lhe contar a boa-nova. Então, o meu companheiro filosófico me disse: “meu amor, ela está dançando com você agora”, conta Isadora, que viveu em Balneário parte da infância e adolescência, e voltou para as terras catarinenses há alguns anos, depois de duas décadas em São Paulo.

(Divulgação)

Há quase 15 anos Isadora Krieger se dedica integralmente à literatura. Antes de Tanatografia, lançou Explorações Cardiomitológicas, semifinalista do Prêmio Oceanos 2019. Também ministra Oficinas Literárias: uma turma contínua, às quintas-feiras, e grupos esporádicos em oficinas de três meses – a próxima inicia neste 10 de julho.

- Publicidade -

Tanatografia da Mãe pode ser adquirido diretamente com a autora, via instagram @isadorakrieger.

CERIMÔNIA

A cerimônia de entrega dos prêmios será no dia 13/07, às 19h, no auditório da Casa Boiteaux, da Academia Catarinense de Letras (Rua Hercílio Luz, 533, Florianópolis). Além de Isadora Krieger, na categoria Poesia, foram premiados Ieda Magri, na categoria Romance, por Um Crime Bárbaro; Micheli Povensi, categoria Contos, com Marinheira de Açude; Alcides Buss, prêmio Othon Gama D’eça, pelo conjunto da obra; Jayro Schmidt, categoria Ensaio, com Clarice Lispector ou a flutuação do instante; Luiz Henrique Tancredo, categoria Crônica, com Cartas Catarinenses; e Ana Lice Brancher e Vanderlei Machado, na categoria História, com História de Santa Catarina na Primeira República.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -