- Publicidade -
- Publicidade -
22.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Projeto cultural que tem como protagonista o cabelo inicia sábado, em Balneário Camboriú

O projeto ‘Fio Rebelde’, patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Balneário Camboriú, terá o seu primeiro encontro neste sábado (5), no Beco do Brooklyn, em Balneário Camboriú. 

‘Fio’ tem como objetivo estudar o cabelo como potência poética, material e coreográfica.

A organizadora do projeto, que é gratuito e aberto ao público, é a bailarina e professora Caroline Calcaterra. Ela pretende reunir pessoas a fim de desenvolver uma análise sobre cabelos a partir da dança e conversa. 

- Publicidade -

O primeiro de cinco encontros projetados será neste sábado (5), às 20h, no Beco do Brooklyn, ponto cultural que fica no centro de Balneário Camboriú.

Caroline explica que o cabelo, além da função biológica de proteger o couro cabeludo e atuar como isolante térmico, representa atribuições simbólicas de cada indivíduo durante sua vida. 

Foi a partir dessa ideia, que ‘Fio Rebelde’ nasceu, com objetivo de investigar o cabelo além da sua capacidade estética. 

“A proposta é trazer reflexões através da biodiversidade humana, alinhando as diferenças como uma dádiva e não como uma hostilidade. Além de promover a arte, desmistificando conceitos enraizados na sociedade atual. Junto a isso, o projeto espera incentivar a reflexão sobre questões relativas ao cabelo, resultando numa reconstrução sobre como os fios são vistos e julgados”, diz.

O projeto contará também com a participação de cinco bailarinos-colaboradores. Todos os encontros, perspectivas e acontecimentos serão registrados – Caroline pretende desenvolver um futuro documentário. 

Em finalização, o projeto irá realizar uma exposição fotográfica, reunindo todo o material dos encontros.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -