- Publicidade -
- Publicidade -
28.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Retrospectiva – Mais recursos para LIC e para o Festival de Música fizeram diferença em 2022

As obras de arte espalhadas pela cidade, em paredes de prédios, em galerias, passarelas, muros e até em becos como o Brooklyn, concentradas em um projeto chamado ‘Museu a Céu Aberto’ estão chamando atenção e colorindo Balneário Camboriú com cultura urbana. O objetivo é incrementar o museu cada vez mais, tornando-o um importante atrativo turístico também.

Os artistas se tornam visíveis e a cidade ganha visibilidade cultural.

As festas tradicionais com sua gastronomia típica vem ampliando espaço, trazendo novas atrações e despertando a cultural regional.

- Publicidade -

A valorização dos artistas, através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC) recebe cada ano mais recursos e mais participantes. Da mesma forma, o Festival da Canção, cada ano mais concorrido e com uma premiação melhor, o que atrai concorrentes de todas as parte do Estado.

Seguir investindo cada vez mais em políticas públicas que incentivam a cultura e motivam os artistas, é essencial. 

Assim como são essenciais os equipamentos que eles precisam para trabalhar: o Teatro Municipal, reformado esse ano, a Galeria de Artes e a Biblioteca Pública, que estão na fila para passar por reforma no próximo ano.


Denize Leite, presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú

(Foto Maria Luiza Leite)

Este ano foi muito intenso, com muitas ações culturais e muito trabalho por parte de toda a nossa equipe. 

Foram tantas as conquistas que é bem difícil eleger apenas 3. Em 2022 conseguimos, graças à sensibilidade do prefeito Fabrício à causa, o aumento para 1,5 milhão de recurso para o Edital Prêmio da Lei de Incentivo e Fomento à Cultura (LIC); o reconhecimento e implantação do Museu a Céu Aberto; a alteração da Lei e aumento significativo da premiação do Festival da Canção, que explodiu de tanto sucesso; a padronização das Feiras Livres, com aquisição de tendas para todos os feirantes; a finalização da reforma do Teatro Bruno Nitz, com aquisição da cortinas, equipamento de som e linóleo, a reforma elétrica da Biblioteca Municipal Machado de Assis.

Para 2023 podemos dizer que teremos a Plataforma PINC versão 2.0, mais completa e com diversas ferramentas para auxiliar cada vez mais a produção cultural de Balneário Camboriú; a reforma da Galeria Municipal e a reforma da Biblioteca e Arquivo Histórico. 

Não podemos deixar de mencionar o Roteiro de Festas e Atividades Culturais, com as festas Raízes de Taquaras, dos Pescadores, Festa da Tainha, Arrancadão de Canoas Artesanais,  Festa do Bom Sucesso, Primavera BC, 12º Festival da Canção, Roteiro Gastronômico Cultural, Credenciamento de Artistas e Natal BC.  

- Publicidade -

O orçamento para o próximo ano é de R$ 9.4 milhões, incluindo Lei Aldir Blanc e Lei Paulo Gustavo, uma enorme conquista também da Cultura de Balneário Camboriú, mas a certeza de muito trabalho também. 

Eu encerro este ano muito orgulhosa de todas a atividade da Fundação Cultural, e no próximo ano esse trabalho continua firme e forte, fazendo a Cultura acontecer e valorizando os atores que fazem a Cultura da cidade cada vez mais bem-sucedida.


Luciano Estevão, presidente do Conselho Municipal de Cultura

(Arquivo pessoal)

As três principais conquistas em 2022

  1. Aumento do valor da LIC de 980 mil para 1.500.000,00(um milhão e meio), uma reivindicação dos artistas há muito tempo e que agora se tornou realidade.
  2. A reforma do Teatro Municipal Bruno Nitz e a sua reabertura, pois assim temos um espaço mais adequado para nossas apresentações. 
  3. A realização da nossa III Conferência Municipal de Cultura onde fizemos a revisão do Plano Municipal de Cultura.

As três principais metas para 2023

  1. Ampliar projetos de lei para maior incentivo e valorização da Cultura, além de ampliar políticas públicas culturais para que os artistas locais tenham cada vez mais possibilidade de viver da sua arte.
  2. Reforma da Galeria municipal, pois está fechada há muito tempo e é uma grande reivindicação dos artistas das artes visuais.
  3. Fortalecer com capacitações o Conselho Municipal de Política Cultural, que é uma instância deliberativa das políticas públicas de Cultura da cidade.
- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -