- Publicidade -
- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Comissão NEI Pioneiros é contra o fechamento da escola mesmo que temporariamente 

A manifestação aconteceu na tribuna da Câmara durante a sessão legislativa, nesta terça-feira

A Comissão Nei Pioneiros, representada pela professora Amanda Vidal, se manifestou publicamente, na tribuna legislativa nesta terça-feira (4), contra o fechamento do Núcleo Pioneiros, mesmo que temporariamente. 

A Comissão quer o que foi aprovado pelo Conselho da Cidade: a doação do terreno pela Construtora FG e a construção de uma nova escola, a duas quadras de onde ela está atualmente.

A escola tem 19 anos, atende média de 170 crianças até 6 anos e é a única unidade de educação infantil do bairro.

- Publicidade -

Fechamento, por quê?

“A ameaça de fechamento da escola surgiu porque o espaço físico em que nos encontramos pertence à construtora FG. No entanto, existe uma medida compensatória que diz que a construtora deve arcar com a construção de um novo núcleo. Esse projeto já existe, foi aprovado pelo Conselho da Cidade,  e diz respeito à doação do terreno pela FG e a construção do novo núcleo. O processo encontra-se no aguardo do envio do projeto de lei pelo prefeito à Câmara, para que seja autorizada a doação do referido terreno e a construção da creche”, disse a representante da Comissão aos vereadores. 

Amanda lembrou que a ameaça do fechamento surgiu quando o secretário da Educação, Marcelo Achutti, disse para mídia e para os profissionais da escola também que a intenção seria fechar o NEI Pioneiros e comprar vagas em escolas particulares até que se construa o novo núcleo. 

Depois desta fala, a Comissão do NEI Pioneiros fez uma denúncia ao Ministério Público, que está em análise.

Prefeito garante que não será fechada

Nesta segunda-feira (3), algumas profissionais da escola foram recebidas pelo prefeito Fabrício Oliveira e pelo secretário Marcelo Achutti, para informar que o Núcleo não será fechado e que a mudança do local vai acontecer somente após a entrega da nova escola. O prefeito também se comprometeu com o envio do projeto para ser votado na Câmara.

“Entretanto não houve manifestação pública por parte do prefeito e nem uma data anunciada para o envio do projeto, algo que desejamos saber com urgência…menos ainda um comprometimento legal ou seja um documento assinado que oficializa as palavras do prefeito”, afirmou Amanda.

Ela segue dizendo aos vereadores que diante da situação e da solução apresentada na reunião do prefeito, a Comissão decidiu se manifestar na tribuna.

“Somos veemente contrários ao fechamento do NEI Pioneiros, mesmo temporariamente e contra a compra de vagas em escolas particulares, entre outros motivos, não poderia deixar de citar que a gestão Fabrício há 7 anos no governo não entregou nenhuma creche ou escola pública, ao contrário, ainda carrega o saldo negativo do fechamento do CIEP”, disse a representante da Comissão, destacando que a centralidade da discussão está no aspecto humano.

- Publicidade -

“As crianças possuem direitos, não podem ser tratadas como objetos e não podem ser retiradas do seu espaço de convivência. Todos, crianças, professores, famílias serão diretamente impactados. A construtora já demonstrou interesse na construção do novo Núcleo. Há um projeto aprovado no Conselho da Cidade. Então por que o projeto de lei ainda não foi encaminhado para votação? Aqui reiteramos que a vontade política aliada ao potencial construtivo da construtora pode resolver essa questão de forma ágil e eficiente”, finalizou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -