- Publicidade -
- Publicidade -
22.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Dia dos Professores: profissionais de Balneário serão homenageados na próxima semana

…mas capacitação realizada em abril reuniu mais de dois mil professores da rede pública e privada (Divulgação/PMBC)

O Dia dos Professores é neste domingo (15), data que lembra a importância da profissão que forma todas as outras – desde os tempos de educação infantil, passando pelo ensino fundamental e médio até a faculdade. 

Em Balneário Camboriú, somente na rede municipal, são mais de 400 professores, segundo o último Censo – já somando com os da rede estadual e privada, esse número ultrapassa os mil profissionais, mas esse número pode ser até maior – com base em uma capacitação para profissionais de educação que aconteceu em abril deste ano, no Hotel Sibara, quando mais de dois mil professores da rede pública e privada participaram.

O secretário de Educação de Balneário Camboriú, Marcelo Achutti, opina que o Dia dos Professores vem como forma de homenagear os professores e de fazer uma reflexão sobre o papel importante que eles têm no desenvolvimento do ser humano. 

“Refletir sobre o papel não só na escola, mas na sociedade. Vamos fazer homenagens no decorrer da próxima semana, já que o Dia caiu num domingo, com o intuito de valorizar não só no Dia do Professor, mas vemos que é importante comemorar a data. Balneário é referência para o Brasil não só na questão financeira, mas somos privilegiados por termos melhores profissionais na área da Educação”, diz.

- Publicidade -

Reformas nas escolas são ‘presentes’ para os professores

Achutti aponta que uma forma de a prefeitura mostrar o quanto valoriza os professores é o investimento em reformas que vem fazendo, pontuando que as melhorias estruturais podem ser vistas como presentes para os professores. 

“O foco, desde que assumi a Educação, há sete meses, foi na questão estrutural porque temos os melhores profissionais da região e por isso estamos reformando e ampliando colégios como Antônio Lúcio, Ivo Silveira e Alfredo Domingos. Vejo que a estrutura contribui e incentiva o professor, porque às vezes eles fazem muito com pouco e com essas reformas têm mais condições de dar aula, de acolher o aluno, porque além de ensinar, eles acolhem. Não deveriam, mas até fazem papel de pai e mãe, porque o aluno fica boa parte do dia com o professor. Nos Núcleos de Educação Infantil, chegam a ficar o dia todo”, comenta.

Piso Nacional: sem novidades

Questionado pelo jornal sobre o Piso Nacional do Magistério (hoje são 31 servidores (envolvendo monitores que se tornaram professores de nível 1 no plano de carreira) que não recebem o piso (valor de 14,95% – o salário base passaria de R$ 3.845,63 para R$ 4.420,55)), algo cobrado pela classe e que já foi sinalizado por ele como uma das ‘prioridades’ (relembre aqui), Achutti afirmou que não está mais tratando do assunto, que agora não seria mais responsabilidade da Educação e sim diretamente do governo municipal. 

“Porque agora isso está na prefeitura, juntamente da Administração, mas acredito que há interesse em resolver isso. O prefeito Fabrício Oliveira quer resolver, sim. Mas vejo que temos que aguardar o índice deste ano para poder fazer a correção”, afirma.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -