- Publicidade -
28 C
Balneário Camboriú

Projeto que visa tornar estudantes de Balneário mais criativos e inovadores começou nesta terça-feira

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A primeira aula do ‘Futuros Disruptivos’ foi nesta terça, (19), na Univali de Balneário Camboriú. 

O programa de aprendizagem criativa desenvolvido para a Educação Básica de Balneário Camboriú, para alunos de 9 a 14 anos, foi lançado na última semana (14). O projeto piloto conta com a participação de 28 crianças e adolescentes e é realizado pela prefeitura da cidade, Univali, Sebrae, Acibalc e Credifoz.

Segundo a presidente da BC Investimentos, Maria Pissaia, as aulas do Futuros Disruptivos acontecem no período contraturno e os alunos são de diversas escolas da cidade, como Armando César Ghislandi, Ariribá, Dona Lili, Giovânia de Almeida e Presidente Médici. 

“São 28 alunos nessa primeira edição, do 3º ao 8º ano, tivemos mais inscrições, mas priorizamos os 28 primeiros que se inscreveram, que vão ser incentivados a pensarem, ser criativos, começando a serem capacitados para o futuro profissional e empreendedor. Serão 36h de aula, com previsão de dois meses de imersão. Os professores foram cedidos e preparados pela Univali. Todos estamos muito empolgados e com expectativas, certos de que será um projeto muito bacana”, conta.

O objetivo é que o programa aconteça todo semestre, mas para isso é preciso apoio – por exemplo, nesta primeira edição a Credifoz vem como apoiadora financeira. 

“Sempre vamos precisar desse tipo de suporte, mas é um projeto muito importante que trata de autodescoberta, confiança criativa, habilidades de gestão. Eu o apoio desde o começo, porque vejo que estamos dando o ‘start’ na preparação de futuros empreendedores e profissionais de nossa cidade, e as escolas hoje não preparam os alunos com esse viés empreendedor e incentivando o pensamento inovador, e o curso vem para despertar essa vontade de ser criativo, incentivando que eles [os alunos] identifiquem em seus ambientes quais problemas podem solucionar e como”, salienta Pissaia.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -