- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú

Secretária de Educação fala sobre a Escola do Amanhã, que faz parte do PPA

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

O Projeto de Lei Ordinária 89/2021, que trata do Plano Plurianual (PPA) de Balneário Camboriú para o quadriênio 2022-2025 está na pauta da sessão da Câmara desta terça-feira (13), para votação.

(Reprodução)

A Escola do Amanhã, como vem sendo chamado o Centro Integrado de Educação Pública Rodesindo Pavan (CIEP) da Vila Real continua no PPA, documento que estabelece as medidas, gastos e objetivos a serem seguidos pelo governo municipal ao longo de um período de quatro anos – ele é elaborado no primeiro ano do governo municipal (2021), para vigência a partir do segundo ano (2022) até o primeiro ano do governo seguinte (2025). 

Escola foi cadastrada no PAR 

A Escola do Amanhã ou o ‘novo’ Ciep, como alguns preferem chamar, está nos planos do governo Fabrício Oliveira desde sua primeira campanha eleitoral. A secretária de Educação, Marilene Cardoso, está otimista e destaca que a escola tem projeto pronto, tanto arquitetônico quanto os complementares.

“Os projetos foram feitos por arquitetos e engenheiros da AMFRI e vai ser referência tanto para a região quanto a nível nacional. Conseguimos cadastrar no PAR (Plano de Ações Articuladas, que é uma estratégia de assistência técnica e financeira iniciada pelo Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação), alinhamos isso quando fui para Brasília recentemente, porque todo recurso que é captado precisa estar cadastrado no PAR”, diz. 

Expectativa é que obras iniciem em 2022 

(Reprodução)
- Publicidade -

Segundo Marilene, há também recurso sendo captado pela AMFRI por meio de PPP (parceria público-privada).

“Estamos no processo de captação de recursos, assim que conseguirmos já iniciamos a obra. Estamos buscando organizar tudo para iniciar as obras 2022. Hoje ainda não temos recurso captado. O orçamento de tudo, incluindo a obra e mobiliário, é de R$ 40 milhões”, conta. 

A secretária reforça que o projeto é inovador e vai unir em um espaço tudo o que produz aprendizagem – com possibilidade de ensino integral e voltado para inovação, tecnologia e educação empreendedora. 

- Publicidade -

“A comunidade está ansiosa por esse projeto, anseiam por ele. Desde já estamos organizando o novo currículo, porque é uma proposta totalmente nova”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -