- Publicidade -
- Publicidade -
25 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

“Noto grande diferença entre nós e o outro lado”, disse Bolsonaro em Balneário Camboriú

O candidato à reeleição Jair Bolsonaro falou para centenas de políticos e apoiadores, nesta manhã de terça-feira (11), no Centro de Eventos Júlio Tedesco, em Balneário Camboriú, sobre os temas clássicos defendidos por ele, como a política armamentista, contra o aborto e a melhora na economia.

Bolsonaro destacou que hoje a imprensa publicou que a economia melhorou e se aproxima de como era antes da pandemia (2019).

De fato, o Brasil registrou nova deflação em setembro, segundo dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) divulgados nesta terça-feira (11) pelo IBGE. Incentivado pela queda na gasolina, o índice recuou 0,29% no último mês e ficou em 7,17% no acumulado em 12 meses.

- Publicidade -

Porém, em seguida Bolsonaro faltou com a verdade dizendo que o Brasil tem hoje uma das gasolinas mais baratas do mundo, sendo que o país ocupa a 33ª posição nesta comparação.

O candidato citou ainda programas que auxiliam a população vulnerável, como o Auxílio Brasil, e disse que o país vive um dos melhores momentos da economia, o que estaria sendo reconhecido mundialmente.

“É a 15ª semana consecutiva que o mercado projeta índices positivos na economia. Isso tudo não é por acaso, desde que assumi, apresentei e aprovei várias propostas para quem quer empreender, entre essas propostas que se transformou em lei temos a lei da liberdade econômica. Fizemos várias reformas, como a previdenciária”, disse.

O ‘outro lado’

Bolsonaro também aproveitou o momento, rodeado somente de apoiadores, para atacar o ‘outro lado’, o candidato Luiz Inácio Lula da Silva, que no 1º turno foi mais votado do que ele. “Noto grande diferença entre nós e o outro lado. Não somos favoráveis ao aborto [neste momento o público gritou], somos contra a legalização das drogas. O outro lado não sabe a dor de uma mãe de um filho drogado. Sou contra a ideologia de gênero [novamente gritos], nós nos preocupamos com a inocência da criança em sala de aula. Sou contra o banheiro unissex para crianças. Você não vê mais o MST (Movimento Sem Terra) invadindo terra pelo Brasil…”, acrescentou.

O candidato disse ainda que é armamentista e que Lula irá recolher armas e fechar clubes de tiro – o que são fake news, de um tweet falso.

“O povo armado jamais será escravizado”, afirmou, acrescentando que se for da vontade de Deus, ele está pronto para ficar mais quatro anos à frente do comando do Brasil.

“É uma satisfação ser recebido dessa forma. Enfim agora respeitamos a bandeira, temos amor pela pátria. No passado a bandeira era pisoteada, rasgada e até queimada. Hoje ocupa lugar de destaque e até nas janelas das casas. Minha obrigação é deixar o país livre para a Gabrielle (uma criança que pegou no colo), lutando pela liberdade, pelo futuro, custe o que custar”, completou, ainda pedindo voto para Jorginho Mello, que está no 2º turno do Governo de SC contra Décio Lima, do PT, e disse que SC deve seguir conservadora, assim como o Congresso e o governo federal.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -