- Publicidade -
- Publicidade -
19.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Alunos da Oficina do Surf levaram familiares para mostrar na prática o que aprendem na escolinha

Os 120 alunos da escolinha de surf do Centro Educacional de Atendimento no Contraturno (CEAC) Projeto Oficinas tiveram uma experiência diferente no final de semana. Eles convidaram familiares para um ‘Surf em Família’, onde eles puderam ensinar o que aprendem nas aulas.

A escolinha atende crianças de adolescentes (9 a 17 anos) duas vezes por semana, no contraturno, matutino e vespertino e o material necessário, como roupa de neoprene e lycra, pranchas e parafina é fornecido pela prefeitura.

- Publicidade -

O primeiro encontro foi na Barraca do Surf, na Praia Central, onde os alunos puderam entrar na água, para pegar onda, com pais, irmãos, tios e até avós. cerca de 130 pessoas participaram.

A professora Walquiria Raimondi comentou que o evento foi tão positivo e proveitoso que muitos familiares perguntaram se tinha surf para eles também.

“Encaminhamos eles para a Fundação Municipal de Esportes que atende adultos. Foi uma experiência importante e muito legal, no final da aula, tivemos um momento de confraternização que fechou o evento”, disse.

O professor Cassio Jody Kokubo disse que a ideia do evento foi aproximar as famílias da escola.

- Publicidade -

“Para que conheçam o trabalho que fazemos na nossa sala de aula ao ar livre. Além disso, o evento aproxima também os filhos dos seus familiares, ao dar a oportunidade às crianças de ensinarem o que já aprenderam nas aulas de surf. E o resultado foi super positivo! Vi pais, mães, irmãos e irmãs saindo da água com um grande sorriso no rosto, pois tinham conseguido pegar as primeiras ondas de suas vidas”, comentou.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: