- Publicidade -
- Publicidade -
23.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Cano e Kennedy encantam com golaços, Fluminense vence e rebaixa o Coritiba

ARACAJU, SE (UOL/FOLHAPRESS) – Com golaços de Cano e Kennedy, o Fluminense venceu por 2 a 1 e rebaixou o Coritiba para a Série B do Campeonato Brasileiro, neste sábado (25), no Maracanã. Jesé descontou para o Coxa no fim.

Vice-lanterna, o Coxa é o segundo time rebaixado no Brasileirão 2023, se juntando ao último colocado América-MG. O time paranaense estacionou nos 29 pontos e não pode mais alcançar o Bahia, que tem 41 e é o primeiro time fora do Z-4.

Com a vitória, o Fluminense foi a 53 pontos e assumiu a sétima posição, mas já pensa na disputa do Mundial. Diniz escalou força máxima e fez alguns testes durante a partida, como Marcelo na meia-direita em boa parte do segundo tempo.

- Publicidade -

O Flu começou em ritmo de treino, mas fez valer sua superioridade técnica, construiu o placar com tranquilidade e poderia ter feito até mais.

O jogo ficou marcado pelas cobranças de Fernando Diniz, irritado com a atuação do Flu em boa parte do primeiro tempo. O jovem Isac foi o principal foco das orientações do treinador, sempre muito efusivo à beira de campo.

Cano, quase sempre Cano

Com o golaço contra o Coxa, Cano chegou a 83 bolas na rede em 127 jogos pelo Fluminense (média de 0,65 por partida). Foi o 39º gol dele em 2023. Ou seja, se marcar pelo menos mais uma vez, será a segunda temporada do argentino com pelo menos 40 gols pelo clube.

Coxa iguala recorde de rebaixamentos

É o quinto rebaixamento do Coritiba na era dos pontos corridos do Brasileirão, igualando o recorde do Avaí. O time paranaense já havia caído em 2005, 2009, 2017 e 2020. No mesmo recorte, Vasco, Sport e Vitória já caíram quatro vezes da primeira para a segunda divisão.

Presidente do Flu na arquibancada

- Publicidade -

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, assistiu à partida no setor sul do Maracanã. Ele cumpriu uma promessa que fez para as filhas pela conquista da Libertadores e acompanhou os golaços de Cano e Kennedy com elas na arquibancada.

Como foi o jogo

O Coritiba fez um bom primeiro tempo, mas foi o Fluminense que saiu na frente, com Cano. O Flu jogou em ritmo de treino, teve dificuldade para se impor no jogo e chegou a irritar Fernando Diniz, muito inquieto à beira do gramado. Praticamente rebaixado, o Coxa jogou mais leve e criou boas oportunidades, mas esbarrou nas boas defesas de Fábio e nas próprias limitações.

O Fluminense mudou a postura no segundo tempo e acertou a trave duas vezes nos primeiros 10 minutos. Na terceira grande chance, porém, Kennedy não perdoou e marcou o segundo golaço da partida. Bem o primeiro tempo, o Coxa mal viu a bola em boa parte do segundo. Se parecia desligado na etapa inicial, o Tricolor voltou muito mais ligado e sobrou tecnicamente.

Lances importantes

Cano perde gol incrível. Logo aos 2 minutos, Cano teve uma grande chance para abrir o placar, mas desperdiçou. Após cruzamento rasteiro da direita, ele ficou de frente com o goleiro do Coxa, o pé de apoio atrapalhou e o chute saiu mascado.

Coxa responde de falta. Cinco minutos depois, o Coxa quase abriu o placar de bola parada. Em cobrança de falta ensaiada, Victor Luis chapou forte buscando o ângulo, a bola passou pela barreira e saiu por pouco.

Cano marca golaço. O artilheiro do Fluminense balançou as redes em grande estilo aos 45 minutos do primeiro tempo. Ele aproveitou sobra da entrada da área e acertou um chutaço cruzado no ângulo. Golaço!

Kennedy acerta a trave. O herói do título da Libertadores quase ampliou para o Flu no início do segundo tempo. Ele recebeu pela ponta, pedalou, deixou o marcador na saudade e acertou a trave em chute rasteiro.

Bis. Aos 11 minutos, foi a vez de John Arias acertar a trave do Coritiba. Após cruzamento, ele desviou de cabeça e a bola acertou o poste esquerdo do goleiro Luan Polli.

Fluminense amplia. Kennedy fez 2 a 0 para o Tricolor aos 17 minutos da etapa final. Após corta-luz de Cano, ele ajeitou da meia-lua e bateu colocado no ângulo. Uma pintura no Maracanã.

Jesé desconta para o Coxa. Aos 45 minutos da etapa final, Jesé marcou o gol de honra para o Coritiba.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 x 1 CORITIBA

Competição: Brasileirão (35ª rodada)

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data e hora: Sábado (25 de novembro), às 21h (de Brasília)

Árbitro: Matheus Delgado Candançan (SP)

Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)

Cartões amarelos: Felipe Melo, Lima (Fluminense);

Gols: Kano, do Fluminense, aos 45 minutos do primeiro tempo; Kennedy, do Fluminense, aos 17 minutos, e Jesé, do Coritiba, aos 45 do segundo tempo.

Fluminense: Fábio; Guga, Nino, Felipe Melo (Isac), Marcelo (Diogo Barbosa); André, Daniel (Lelê), Lima (Ganso); Arias, Kano e John Kennedy (Giovanni Manson). Técnico: Fernando Diniz.

Coritiba: Luan Polli; Natanael, Kuscevic, Thalisson Gabriel, Victor Luis; Andrey (William Faria), Bruno Gomes e Sebastián Gómez (Matheus Bianchi); Garcez (Jesé), Diogo Oliveira (Gabriel Silva), Kaio César (Hayner). Técnico: Tiago Kosloski.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -