- Publicidade -
- Publicidade -
24.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Rafael Matos e Ymanitu Silva, atletas da ADK Tennis, de Itajaí, disputam a final do Australian Open

Matos e Stefani são os primeiros brasileiros em final de Grand Slam desde 1982. Catarinense Ymanitu joga final de duplas entre os cadeirantes

Atletas da ADK Tennis, de Itajaí (SC), Rafael Matos e Ymanitu Silva estão fazendo história nesta edição do Australian Open, primeiro Grand Slam do ano. Os dois alcançaram as finais nesta quarta-feira e jogam por dois títulos na sexta-feira.

Matos, 29º do mundo e primeiro do Brasil, se garantiu na final da chave de duplas mistas ao lado da paulistana Luisa Stefani. Os dois derrotaram a dupla formada pelos australianos Marc Polmans e Olivia Gadecki por 4/6 6/4 11/9 após 1h35min de duração na quadra Rod Laver Arena, a principal deste que é um dos quatro maiores torneios do mundo. 

A dupla de Matos e Luisa salvou um match-point com 9 a 8 abaixo no match tie-break decisivo.

- Publicidade -

Na sexta-feira eles enfrentam a dupla dos indianos Rohan Bopanna e Sania Mirza com objetivo de se tornar a primeira dupla 100% brasileira a vencer um torneio do Grand Slam. A única dupla só de brasileiros em uma final foi a de Cássio Motta e Claudia Monteiro em Roland Garros em 1982.

“Jogo decidido super no detalhe. Consegui jogar uma partida bem sólida. Luisa oscilou um pouquinho mais, no jogo anterior tinha sido o contrário. Esse apoio que um deu pro outro – eu neste para ela e ela no outro para mim – fez com que nós dois conseguíssemos dar a volta por cima. Salvamos um match-point no 9 a 8 abaixo, tomei uma advertência por tempo ali, fiquei um pouco na dúvida de onde sacar pois o adversário estava devolvendo bem, acabou dando certo. No match-point para nós a Luisa meteu uma devolução incrível. Estamos muito felizes com essa final e agora vamos em busca do título”, disse Matos que está acompanhado pelo treinador Luiz Peniza.

Matos joga sua primeira final de Grand Slam no profissional assim como Luisa Stefani. Como juvenil, Matos foi vice-campeão de duplas do US Open em 2014 ao lado do mineiro João Menezes.

Na categoria Quad do tênis em cadeira de rodas, o catarinense Ymanitu Silva, oitavo do ranking mundial, se garantiu na final de duplas ao lado do sul-africano Donald Ramphadi. Eles derrotaram a dupla cabeça de chave 2 formada pelo americano David Wagner e o britânico Andy Lapthorne, por 7/5 6/3 após 1h22min de duração.

Ymanitu Silva (Foto Tennis Australia)

Ymanitu é o primeiro brasileiro na história a disputar o tênis em cadeira de rodas no Major australiano e jogará pela terceira vez a final de um Slam. 

Ele foi vice-campeão de duplas em Roland Garros ano passado ao lado do britânico Heath Davidson. Em 2019 ele também foi vice nas duplas em Paris, ao lado do japonês Koji Sugeno.

A final será na sexta-feira contra os holandeses Niels Vink e Sam Schroder, cabeças de chave 1.

- Publicidade -

“Foi um jogo que começamos muito firmes e bem, abrindo 5/2 no 1º set e depois a dupla adversária se recuperou chegando a fazer 5/5, mas conseguimos voltar pro jogo na hora certa e fechar. Já no segundo eles começaram muito bem abrindo 3/0, mas eu e meu parceiro conversamos e falamos que precisávamos ser mais intensos e agressivos e dessa forma viramos o jogo e conquistamos a vaga na final”, resumiu o catarinense que comemorou a vaga na decisão.

“Muito feliz em começar o ano com mais uma final de Grand Slam, a terceira na minha carreira. A sensação que  tenho hoje é cada segundo que passo dentro da quadra treinando e me dedicando vale muito a pena, onde os resultados só acontecem assim como muita entrega e o principal amor ao que se faz”, disse o tenista da equipe itajaiense que está acompanhado do treinador Wanderson Cavalcante.

A equipe ADK Tennis/Itamirim Clube de Campo conta com o patrocínio da Taroii Group e Promenac Veículos, os co-patrocínios CORE – Clínica de Ortopedia e Reabilitação Esportiva / Marcelo Pfitzer – Fisioterapia / Fort Atacadista e parcerias da FMEL – Fundação Municipal de Esporte e Lazer Itajai, Confederação Brasileira de Tênis e Federação Catarinense de Tênis.

Fonte: Gallas Press

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -