Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Grêmio volta a vencer Juventude e leva última vaga nas quartas da Copa do Brasil

Sexta, 6/11/2020 6:56.

Publicidade

Por Leandro Silveira

Mesmo com nova atuação irregular, o Grêmio conseguiu se classificar às quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, voltou a derrotar o Juventude por 1 a 0, dessa vez no Alfredo Jaconi, para avançar de fase. O gol da partida em Caxias do Sul foi marcado por Thaciano.

O triunfo amplia a série de bons resultados do Grêmio, que chegou ao sétimo jogo consecutivo sem perder, além de ter somado a quarta vitória seguida. O desempenho fez o time avançar no torneio mata-mata e ainda o leva a se aproximar do G6 do Campeonato Brasileiro, mesmo que o futebol exibido não empolgue o seu torcedor e seja pragmático.

O Grêmio, afinal, teve postura passiva diante do Juventude, buscando se aproveitar da vantagem mínima que tinha - havia triunfado por 1 a 0 no jogo de ida. Por isso, correu riscos, especialmente no começo da etapa final. Mas acabou arrancando outro triunfo em ótima jogada de Diego Souza.

Os outros sete times garantidos nas quartas de final da Copa do Brasil são Cuiabá, Internacional, Ceará, São Paulo, Flamengo, Palmeiras e América-MG. E o adversário gremista será conhecido nesta sexta-feira, em sorteio promovido pela CBF.

No domingo o time vai visitar o Fluminense, no Maracanã, pela 20ª rodada do Brasileirão. No mesmo dia, o Juventude, que está no G4 da Série B, visitará o CRB, no Rei Pelé.

O JOGO - Renato Gaúcho colocou o Grêmio em campo sem poupar ninguém e só promovendo alterações nas laterais, no que já se tornou um rodízio, dessa vez opando por Victor Ferraz e Cortez. E com essa formação, fez um primeiro tempo fraco, travado e de poucas emoções diante de um Juventude que não pôde contar com Renato Cajá e Capixaba, que testaram positivo para o coronavírus

O Juventude se postou no campo de ataque, valorizava a posse de bola, mas, de fato, pouco ameaçava a meta de Vanderlei, praticamente só finalizando de longe. O Grêmio, por sua vez, tinha postura passiva, pouco atacando e só o fazendo quando os lançamentos longos davam certo.

Foi a partir dessa estratégia, inclusive, que conseguiu ter sua primeira chance de gol na etapa inicial. Primeiro com um toque de cobertura fraco de Ferreira, aos 27 minutos, após ganhar jogada em velocidade. A outra veio após erro do Juventude, aos 42, com Bareiro salvando a finalização de Diego Souza quase em cima da linha. Mas além da atuação fraca, o Grêmio ainda teve outro problema ao perder Maicon, com aparente lesão muscular na coxa esquerda, pouco antes do intervalo.

A situação ainda pior no início da etapa final, pois o Juventude enfim conseguiu ser efetivo no ataque diante do recuado Grêmio. Só não marcou aos quatro minutos porque Vanderlei fez difícil defesa em finalização de Neto. E ainda levou um susto aos seis, quando o chute de Igor, que aparentemente estava sem muito ângulo, acertou a trave.

Depois disso, porém, a pressão do Juventude parecia ineficaz. E o alívio para o Grêmio veio em uma bela jogada de Diego Souza, quando Jean Pyerre já havia sido acionado por Renato, levando o time a trocar passes com mais eficácia. Aos 24 minutos, Diego Souza recebeu de Cortez e cruzou na cabeça de Thaciano, que fez 1 a 0 e ampliou a vantagem da sua equipe na série.

A partir daí, o Juvenude não ofereceu a mesma resistência. Em um mesmo lance, construído por Pepê, o Grêmio forçou Marcelo Carné a fazer duas difíceis defesas em disparos de Jean Pyerre e Diego Souza. O time da casa ainda teve chance de empatar após linda jogada individual de Marciel, não fosse a ótima intervenção de Vanderlei. Mas a vaga ficou mesmo com time de Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA:

JUVENTUDE 0 x 1 GRÊMIO

JUVENTUDE - Marcelo Carné; Igor, Wellington, Nery Bareiro e Eltinho; João Paulo (Jonatas Belusso), Bochecha (Gabriel Bispo) e Neto; Breno Lopes, Dalberto (Marciel) e Rafael Silva (Carlos Eduardo). Técnico: Pintado.

GRÊMIO - Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Lucas Silva), Matheus Henrique (Everton) e Isaque (Thaciano); Ferreira (Jean Pyerre), Pepê e Diego Souza (Churín). Técnico: Renato Gaúcho.

GOL - Thaciano, aos 24 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Dalberto e Isaque.

LOCAL - Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Grêmio volta a vencer Juventude e leva última vaga nas quartas da Copa do Brasil

Publicidade

Sexta, 6/11/2020 6:56.

Por Leandro Silveira

Mesmo com nova atuação irregular, o Grêmio conseguiu se classificar às quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, voltou a derrotar o Juventude por 1 a 0, dessa vez no Alfredo Jaconi, para avançar de fase. O gol da partida em Caxias do Sul foi marcado por Thaciano.

O triunfo amplia a série de bons resultados do Grêmio, que chegou ao sétimo jogo consecutivo sem perder, além de ter somado a quarta vitória seguida. O desempenho fez o time avançar no torneio mata-mata e ainda o leva a se aproximar do G6 do Campeonato Brasileiro, mesmo que o futebol exibido não empolgue o seu torcedor e seja pragmático.

O Grêmio, afinal, teve postura passiva diante do Juventude, buscando se aproveitar da vantagem mínima que tinha - havia triunfado por 1 a 0 no jogo de ida. Por isso, correu riscos, especialmente no começo da etapa final. Mas acabou arrancando outro triunfo em ótima jogada de Diego Souza.

Os outros sete times garantidos nas quartas de final da Copa do Brasil são Cuiabá, Internacional, Ceará, São Paulo, Flamengo, Palmeiras e América-MG. E o adversário gremista será conhecido nesta sexta-feira, em sorteio promovido pela CBF.

No domingo o time vai visitar o Fluminense, no Maracanã, pela 20ª rodada do Brasileirão. No mesmo dia, o Juventude, que está no G4 da Série B, visitará o CRB, no Rei Pelé.

O JOGO - Renato Gaúcho colocou o Grêmio em campo sem poupar ninguém e só promovendo alterações nas laterais, no que já se tornou um rodízio, dessa vez opando por Victor Ferraz e Cortez. E com essa formação, fez um primeiro tempo fraco, travado e de poucas emoções diante de um Juventude que não pôde contar com Renato Cajá e Capixaba, que testaram positivo para o coronavírus

O Juventude se postou no campo de ataque, valorizava a posse de bola, mas, de fato, pouco ameaçava a meta de Vanderlei, praticamente só finalizando de longe. O Grêmio, por sua vez, tinha postura passiva, pouco atacando e só o fazendo quando os lançamentos longos davam certo.

Foi a partir dessa estratégia, inclusive, que conseguiu ter sua primeira chance de gol na etapa inicial. Primeiro com um toque de cobertura fraco de Ferreira, aos 27 minutos, após ganhar jogada em velocidade. A outra veio após erro do Juventude, aos 42, com Bareiro salvando a finalização de Diego Souza quase em cima da linha. Mas além da atuação fraca, o Grêmio ainda teve outro problema ao perder Maicon, com aparente lesão muscular na coxa esquerda, pouco antes do intervalo.

A situação ainda pior no início da etapa final, pois o Juventude enfim conseguiu ser efetivo no ataque diante do recuado Grêmio. Só não marcou aos quatro minutos porque Vanderlei fez difícil defesa em finalização de Neto. E ainda levou um susto aos seis, quando o chute de Igor, que aparentemente estava sem muito ângulo, acertou a trave.

Depois disso, porém, a pressão do Juventude parecia ineficaz. E o alívio para o Grêmio veio em uma bela jogada de Diego Souza, quando Jean Pyerre já havia sido acionado por Renato, levando o time a trocar passes com mais eficácia. Aos 24 minutos, Diego Souza recebeu de Cortez e cruzou na cabeça de Thaciano, que fez 1 a 0 e ampliou a vantagem da sua equipe na série.

A partir daí, o Juvenude não ofereceu a mesma resistência. Em um mesmo lance, construído por Pepê, o Grêmio forçou Marcelo Carné a fazer duas difíceis defesas em disparos de Jean Pyerre e Diego Souza. O time da casa ainda teve chance de empatar após linda jogada individual de Marciel, não fosse a ótima intervenção de Vanderlei. Mas a vaga ficou mesmo com time de Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA:

JUVENTUDE 0 x 1 GRÊMIO

JUVENTUDE - Marcelo Carné; Igor, Wellington, Nery Bareiro e Eltinho; João Paulo (Jonatas Belusso), Bochecha (Gabriel Bispo) e Neto; Breno Lopes, Dalberto (Marciel) e Rafael Silva (Carlos Eduardo). Técnico: Pintado.

GRÊMIO - Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Lucas Silva), Matheus Henrique (Everton) e Isaque (Thaciano); Ferreira (Jean Pyerre), Pepê e Diego Souza (Churín). Técnico: Renato Gaúcho.

GOL - Thaciano, aos 24 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Dalberto e Isaque.

LOCAL - Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade